Pella e chileno derrubam favoritos e decidem título do Brasil Open

O chileno Christian Garin e o argentino Guido Pella surpreenderam os favoritos na semifinal do Brasil Open, neste sábado, e…


O chileno Christian Garin e o argentino Guido Pella surpreenderam os favoritos na semifinal do Brasil Open, neste sábado, e avançaram à final do torneio disputado no saibro do Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A decisão está marcada para as 14h30 deste domingo.

Garin foi o primeiro a garantir a classificação. O chileno de 22 anos derrotou o norueguês Casper Ruud por 2 sets a 0, com duplo 6/4. O rival de 20 anos, algoz do brasileiro Thiago Monteiro na estreia, não havia perdido um set sequer na competição até agora. Mas o 108º do ranking sofreu três quebras de saque neste sábado e não resistiu ao adversário.

Com o resultado, o número 92 do mundo vai disputar pela primeira vez em sua carreira uma final de nível ATP. Curiosamente, será mais um chileno na final do Brasil Open, como aconteceu no ano passado, quando Nicolas Jarry foi vice-campeão, diante do italiano Fabio Fognini.

Na decisão deste ano, Garin terá pela frente o argentino Guido Pella, que é o terceiro cabeça de chave da competição, mas chegou a esta semifinal como coadjuvante. Isso porque seu adversário era o embalado sérvio Laslo Djere, atual 37º do mundo.

Em seu melhor momento da carreira, o tenista de 23 anos vem da sua primeira conquista no circuito, ao levantar o troféu do Rio Open, torneio de nível ATP 500 (o Brasil Open é um ATP 250), no fim de semana passado.

O cansaço pela sequência de jogos no saibro, no calor brasileiro, apresentou a fatura neste sábado. Djere demonstrou abatimento físico diante de Pella e foi derrotado em dois tie-breaks: 7/6 (12/10) e 7/6 (7/1). Em um duelo marcado pelo equilíbrio, principalmente no fim do set inicial, cada tenista obteve duas quebras.

A vitória deu a Pella mais uma oportunidade para conquistar seu primeiro troféu de nível ATP. O tenista de 28 anos soma quatro vice-campeonatos, um deles no Rio Open, em 2016. O último aconteceu em Córdoba, diante da torcida argentina, no início desta gira sul-americana de saibro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora