Novo estádio olímpico de Tóquio está 90% pronto e deve ser aberto em dezembro


A pouco mais de um ano do início dos Jogos Olímpicos de 2020, o novo Estádio Nacional de Tóquio está 90% concluído. E os organizadores disseram que estão planejando a realização de eventos em dezembro para inaugurar a arena, projetada pelo arquiteto japonês Kengo Kuma.

Nesta quarta-feira, a imprensa realizou uma visita ao estádio, que tem o seu valor de construção estimado em US$ 1,25 bilhão (aproximadamente R$ 4,82 bilhões). Ele está localizado no centro de Tóquio e será palco da cerimônia de abertura da Olimpíada em 24 de julho de 2020. Também vai receber competições de atletismo e futebol, além da cerimônia de encerramento.

Os organizadores disseram que cerca de 45 mil dos 60 mil assentos permanentes foram instalados, e o gramado deverá ser plantado até o fim do mês. Já a pista de atletismo será instalada em agosto e setembro.

Inicialmente, as definições sobre o design do novo estádio foram concedidas à arquiteta britânica Zaha Hadid, mas as autoridades desistiram do projeto quando o seu custo subiu para US$ 2 bilhões (R$ 7,7 bilhões).

Incluindo o estádio, Tóquio está construindo oito instalações para a Olimpíada. Os outros 35 locais para os Jogos são definidos como “temporários” ou se tratam de estruturas existentes que vão ser utilizadas a partir de algumas reformas, o que permitiu, de acordo com os organizadores da Olimpíada a economia de bilhões. A outra peça central para os Jogos será a Vila Olímpica para mais de 10 mil atletas e que está sendo construída na beira da Baía de Tóquio.

Há dificuldade em apontar quais serão os custos exatos dos Jogos, especialmente porque nem todos os investimentos são diretamente em obras para a Olimpíada. Mas Tóquio está gastando ao menos US$ 20 bilhões (R$ 77 bilhões) para tudo ficar pronto, sendo 70% desse valor advindo de recursos públicos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora