Mayweather derruba japonês no 1º assalto em luta exibição, mas nega volta ao boxe

Floyd Mayweather venceu o japonês Tenshin Nasukawa, nesta segunda-feira, por nocaute no primeiro assalto, na Saitama Super Arena, em Tóquio,…


Floyd Mayweather venceu o japonês Tenshin Nasukawa, nesta segunda-feira, por nocaute no primeiro assalto, na Saitama Super Arena, em Tóquio, diante de 40 mil pessoas. Os organizadores afirmaram que o norte-americano recebeu US$ 9 milhões (cerca de R$ 35 milhões) pela apresentação.

Mayweather precisou de 2min19S para derrubar o adversário por três vezes. Após a última queda, o pai de Nasukawa invadiu o ringue, pedindo o fim do combate, no qual seu filho não apresentou qualidades para enfrentar um dos pugilistas mais importantes da história.

Apesar de aparentemente mais pesado do que quando atuava no boxe profissional, Mayweather, de 41 anos, não teve dificuldades para se esquivar dos golpes do rival e conectar os seus.

Nasukawa, de 20 anos, é um lutador invicto de kickboxing, com 28 vitórias, e mais quatro triunfos no MMA. O lutador oriental chorou muito em seu córner após a derrota.

Mayweather chegou com três horas de atraso ao evento, que teve outros 11 duelos, e justificou ao dizer que estava em uma festa. O boxeador ficou rindo e dançando durante o canto dos hinos nacionais dos Estados Unidos e do Japão.

No início do combate, Mayweather debochou do adversário, atuou com a guarda baixa e “dançou” o tempo todo, até que uma esquerda de Nasukawa passou perto de sua cabeça. “Isso tudo foi apenas um entretenimento. Eu sigo com meu cartel invicto de 50 vitórias e Tenshin continua sem derrota. Eu disse a ele para levantar a cabeça”, disse Mayweather.

Mayweather, que não luta profissionalmente desde agosto de 2017, quando venceu o escocês Conor McGregor, descartou, por enquanto, um possível retorno ao boxe, diante de Manny Pacquiao, que luta dia 19, em Las Vegas, contra Adrien Broner.

Mayweather e Pacquiao lutaram em maio de 2015 e a vitória foi do norte-americano. “Eu não estou ansioso para voltar ao boxe. Eu fiz isso apenas para entreter os fãs no Japão. Eu ainda estou aposentado”, afirmou o ex-campeão dos superpenas, leves, meio-médios-ligeiros, meio-médios e médios-ligeiros.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!