Lutadora do UFC reage a roubo e bate em assaltante

Polyana Silva esperava Uber no Rio quando foi abordada e reagiu com dois socos, um chute e um mata-leão; assaltante pediu para ela chamar a polícia


A lutadora brasileira Polyana Silva, do UFC, reagiu a um assalto na noite de sábado (5), em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e deixou o assaltando bastante machucado, ao ponto de o mesmo pedir para que ela chamasse a polícia.

Foto: Reprodução / Instagram
Presidente do UFC, Dana White, postou montagem relatando brevemente o ocorrido

Segundo o que a lutadora de 26 anos disse ao site norte-americano MMA Junkie, ela aguardava pelo transporte quando o homem se sentou ao seu lado, perguntou as horas e, pouco depois, anunciou o assalto, mandando ela entregar o celular e falando para que ela não reagisse, já que ele estava armado.

No entanto, a lutadora percebeu que a arma era falsa e reagiu com dois socos, um chute e um mata-leão no criminoso, que ficou bastante machucado, conforme imagens registradas pela própria Polyana.

Ela o manteve imobilizado até a chegada da polícia e contou que o bandido pediu para ela deixá-lo ir embora e, diante da negativa, pediu então para que ela chamasse os policiais neste caso, já que ele estava com medo de apanhar ainda mais.

O indivíduo foi preso e a imagem dele machucado foi veiculada em diversos sites especializados em MMA em todo o mundo. O presidente do UFC, Dana White, postou em sua conta no Instagram uma montagem (veja acima) com os dizeres: ‘na esquerda é @polyanaviana uma das nossas lutadoras do @UFC e na direita é o cara que tentou roubá-la’.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora