José Aldo faz mistério sobre peso para estreia em nova categoria: ‘Está fácil’ – O Liberal

José Aldo faz mistério sobre peso para estreia em nova categoria: ‘Está fácil’


José Aldo fará a sua estreia na categoria dos galos no cobiçado card do UFC 245, neste sábado, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O ex-campeão dos penas enfrenta o compatriota Marlon Moraes. Além de se preocupar com o adversário, o lutador também terá de encarar a balança. Mas ele destaca: “Está sendo fácil”.

A mudança física de José Aldo já é visível e comentada. Questionado sobre a dificuldade de manter um regime rígido para alcançar o peso (até 61,2 kg), o atleta de 33 anos não demonstra preocupação.

“É uma coisa tão fácil. Eu nunca fiz uma dieta, nunca fiz nada disso. Acho que todo mundo está tomando um susto comigo. Quando eu falo o peso que eu estou, ninguém acredita pelo fato que, no peso-pena, eu batia com dificuldade. Para mim, é a coisa mais fácil. Minha cabeça é feita para isso”, conta o atleta, em entrevista exclusiva ao Estado.

Confira abaixo a entrevista:

O que te motivou a descer de categoria?
Acho que pensar no título ajuda bastante, é uma motivação extra, mas eu tenho meus objetivos pessoais e isso me ajuda.

Os questionamentos sobre o seu peso estão te incomodando?
Não. Não me importa. O que importa é o José Aldo. O resto é o resto.

O que está sendo mais desafiador nessa mudança de categoria?
Nada! Está sendo mais fácil do que bater o peso-pena.

Quanto você está pesando hoje e quantos quilos você acha que consegue recuperar depois da pesagem até a hora da luta?
Isso aí vai ficar na curiosidade. Não vou falar. Vocês têm que acompanhar e ver no dia a dia.

As suas fotos têm circulado na internet gerando diversas opiniões. O Darren Till disse que estava preocupado e o Conor McGregor comentou sobre a sua boa forma. Você já esperava esse tipo de preocupação das pessoas em relação à sua aparência física?
Isso sim. Acho que todo mundo já está acostumado a te ver de uma maneira e agora mudou, mas só os verdadeiros campeões sabem.

Quão viável você vê se manter nesse regime rígido na sequência da sua carreira?
É uma coisa tão fácil. Eu nunca fiz uma dieta, nunca fiz nada disso. Acho que todo mundo está tomando um susto comigo. Quando eu falo o peso que eu estou, ninguém acredita pelo fato que, no peso-pena, eu batia com dificuldade. Para mim, é a coisa mais fácil. Minha cabeça é feita para isso.

O Marlon tem um jogo parecido com o seu. Qual a sua expectativa para a luta já que vocês têm características similares?
Vai ser uma grande luta. Somos lutadores muito agressivos, então a minha ansiedade é em torno disso, de ver como vai ser minha performance na noite.

Como você avalia o seu psicológico?
Normal. Esse é o meu trabalho. Eu treino para desenvolver lá dentro da luta. Não tem mistério. Não tem segredo. É a coisa mais fácil.

Quais são os planos para o próximo ano?
Ser campeão. Não tem outro além disso. Hoje eu estou lutando e eu serei o novo campeão mundial peso-galo.

O Marlon é um velho conhecido. Isso te ajuda na hora de montar a estratégia? Na sua opinião, quais são os pontos mais fortes dele hoje?
Acho que sim. A estratégia a gente monta em cima disso. Ele é um cara conhecido, que a gente tem uma aproximação, então a gente já conhece o estilo. Ajuda bastante. E ele tem vários pontos fortes sim, como os chutes dele, mas acho que a gente está bem treinado e vai neutralizar tudo e vencer.

Na sua opinião, qual será o resultado da luta contra o Marlon?
Vitória. Não importa para mim o jeito. Eu tenho uma estratégia montada na minha cabeça. Eu sei o que eu vou fazer e vou trazer a vitória, pode ter certeza.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora