Turma de atletismo em Ciep forma destaque em provas

Jhully Victoria Ferreira, de 14 anos, já coleciona pódios em sua categoria e incentiva os colegas


O professor de Educação Física do Ciep da Praia Azul, João Simões, criou no final do ano passado a Turma do Atletismo e um ano depois viu a vida de seus alunos se transformar com a dedicação que eles vêm tendo no treinamento. As informações são assessoria de imprensa da Prefeitura de Americana.

Foto: Susy Coutinho / Prefeitura de Americana
Jhully Victoria Ferreira, de 14 anos, coleciona pódios em sua categoria

“Percebi que os alunos gostam muito de corrida. Eles adoram atividades onde posam correr. Tentei canalizar esta energia para uma turma de corrida de rua. Com isso, poderia juntar várias faixas etárias e reunir os meninos e as meninas”, justifica o professor.

São 30 alunos de 10 a 15 anos de idade que estudam à tarde e treinam duas vezes por semana, das 7h50 às 8h50. “A corrida de rua está em ascensão. O treinamento me possibilita trabalhar a individualidade do aluno e consigo atingir um grupo bem diversificado. A atividade física não tem custo, não preciso de equipamentos e utilizo a quadra da escola como espaço”, detalha.

Os treinamentos com o grupo começaram em fevereiro deste ano. O professor, como primeiro passo, levou os alunos para conhecer a corrida de rua. “Queria que eles entendessem que, acima de tudo, era divertido, poderiam conhecer novos amigos e não precisavam ter a carga de ser atleta”, explica.
Ao ver a corrida de perto a aluna Jhully Victoria Ferreira, de 14 anos, despertou interesse na modalidade. A primeira experiência dela aconteceu em 18 de fevereiro, a Corrida da Paz, em Pirassununga. Nos 6km, categoria de 14 a 29 anos, a aluna do Ciep ficou em quarto lugar.

PÓDIOS. E os resultados começaram a aparecer também em provas realizadas em Americana ao longo do ano, com terceiras posições no percurso de 5km, na categoria de 14 a 19 anos: Mini-Maratona do Trabalhador, Meia Maratona Avenida Brasil e Uaçaí Night Run. “Minha mãe pediu para começar a participar da ginástica. Ela me incentivou muito. No início eu não tinha muita vontade. Com o tempo o exercício foi se tornando apaixonante. Hoje, gosto de participar de corrida. Consigo superar meus limites, tempos, sem pensar apenas em troféu”, conta Jhully.

Foto: Susy Coutinho / Prefeitura de Americana
Alunos de 10 a 15 anos se reúnem para treinos duas vezes por semana

Henrique Monte Marin, de 12 anos, começou a treinar porque viu seus amigos correndo. Ele acorda cedo e toda manhã corre em volta de sua casa. Suas aulas começam às 12h30. “Pretendo, um dia, correr meia maratona”. Já Felipe Teles, de 10 anos, conta que gostava de corrida e viu na turma uma possibilidade de começar a participar. “Eu não tinha muito fôlego, mas o professor João me incentivou a entrar para o grupo. Hoje me sinto mais leve, solto, animado e não sinto falta de ar”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!