Cruzeiro leva virada, perde mais uma e está eliminado do Mundial de Vôlei

O Sada/Cruzeiro sofreu a sua segunda derrota em dois jogos no Mundial Masculino de Vôlei ao ser batido pelo Trentino,…


O Sada/Cruzeiro sofreu a sua segunda derrota em dois jogos no Mundial Masculino de Vôlei ao ser batido pelo Trentino, da Itália, de virada, por 3 sets a 1, com parciais de 17/25, 28/26, 25/23 e 27/25, nesta quarta-feira, na cidade de Rzeszów, na Polônia.

Com o resultado, a equipe mineira acabou sendo eliminado da disputa por vaga nas semifinais da competição com uma rodada de antecedência. Batido na última segunda-feira pelo Asseco Resovia, do país-sede, por 3 sets a 2, o time cruzeirense soma apenas um ponto no Grupo B e ocupa o terceiro lugar, sem mais chances de alcançar os dois primeiros colocados, já garantidos na próxima fase.

O Trentino lidera a chave, com seis pontos, enquanto o Asseco Resovia passou a somar cinco pontos na segunda posição ao arrasar o iraniano Khatam Ardakan por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/21 e 25/11, também nesta quarta.

O clube do Irã também foi eliminado com esta derrota, pois havia sido batido na estreia pelo Trentino, por 3 a 0, e com isso segura a lanterna na chave, ainda sem pontuar. Assim, nesta quinta-feira, o Sada/Cruzeiro enfrentará o Khatam Ardakan em um confronto entre dois times eliminados, enquanto a equipe da Itália e a agremiação polonesa medirão forças em duelo que valerá a ponta do Grupo B.

Na partida desta quarta diante do Trentino, o Cruzeiro chegou a marcar 14 pontos de bloqueio, nove em saques e teve Evandro como principal destaque ofensivo do jogo, com 25 acertos, mas o time italiano foi mais eficiente nos pontos decisivos dos três últimos sets do jogo para conquistar o triunfo que o classificou à próxima fase.

Aaron Russell, com 24 pontos, foi o grande nome da equipe, que é quatro vezes campeã mundial e ataque somou 57 pontos, contra 43 dos cruzeirenses, que ainda cederam 28 pontos aos rivais em erros que cometeram no confronto.

Prestes a cumprir tabela nesta quinta-feira, o Cruzeiro se credenciou para a disputa da competição na Polônia por ter sido campeão neste ano do Sul-Americano, sendo que se sagrou campeão mundial em três oportunidades, em 2013, 2015 e 2016. Em 2017, terminou o torneio como terceiro colocado. O Trentino levou a taça em 2019, 2010, 2011 e 2012.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!