Campanha no Rio Open faz Thiago Wild estrear entre os 200 primeiros do mundo


Thiago Wild, a maior promessa do tênis brasileiro na atualidade, alcançou um marco importante em sua ainda curta carreira após o Rio Open. Por ter chegado às oitavas de final do torneio carioca, o paranaense de 19 anos entrou pela primeira vez no grupo dos 200 primeiros colocados do ranking da ATP, que é atualizado toda segunda-feira.

A campanha no maior torneio da América do Sul fez Wild subir 24 posições no ranking, chegando à 182.ª colocação. Ele é o terceiro melhor brasileiro na classificação da ATP, atrás de Thiago Monteiro (88.º colocado) e João Menezes (177.º). E o jovem promissor poderia ter subido ainda mais, pois nas oitavas no Rio esteve muito próximo de vencer o croata Borna Coric, que foi até as semifinais da competição.

O campeão do Rio Open, Cristian Garin, também superou sua melhor marca no ranking. O chileno subiu da 25.ª colocação para a 18.ª – é a primeira vez que ele aparece entre os 20 melhores do mundo. E o surpreendente italiano Gianluca Mager, vice-campeão, fez sua estreia entre os 100 primeiros, já que saltou da 128.ª posição para a 77.ª.

Campeão do ATP de Delray Beach, nos Estados Unidos, o gigante americano Reilly Opelka, de 2,11 m, subiu 15 posições no ranking – ele é agora o 39.º colocado. Por coincidência, o japonês Yoshihito Nishioka, vice-campeão da competição, também ganhou 15 posições, aparecendo na 48.ª colocação.

FEMININO – O título do WTA de Dubai não mexeu na posição da romena Simona Halep no ranking das mulheres. Ela continua na segunda colocação, atrás da australiana Ashleigh Barty. Já a jovem casaque Elena Rybakina, vice-campeã nos Emirados Árabes Unidos, subiu duas colocações, aparecendo nesta segunda como a 17.ª melhor tenista do planeta.

No grupo das dez primeiras colocadas, a principal alteração foi a queda da suíça Belinda Bencic, que foi campeã em Dubai em 2019 e acabou sendo eliminada logo na primeira rodada neste ano. Ela deixou a quarta colocação e agora está em nono lugar. Sorte da canadense Bianca Andreescu, que está afastada do circuito desde o ano passado por causa de uma lesão. Mesmo sem jogar, ela subiu da quinta colocação para a quarta, enquanto a americana Sofia Kenin, campeã do Aberto da Austrália, completa agora o grupo das cinco primeiras.

Confira o ranking da ATP:

1.º – Novak Djokovic (SER) – 9.720 pontos
2.º – Rafael Nadal (ESP) – 9.395
3.º – Roger Federer (SUI) – 7.130
4.º – Dominic Thiem (AUT) – 7.045
5.º – Daniil Medvedev (RUS) – 5.890
6.º – Stefanos Tsitsipas (GRE) – 4.745
7.º – Alexander Zverev (ALE) – 3.885
8.º – Matteo Berrettini (ITA) – 2.860
9.º – Gael Monfils (FRA) – 2.860
10.º – David Goffin (BEL) – 2.555
11.º – Fabio Fognini (ITA) – 2.400
12.º – Roberto Bautista Agut (ESP) – 2.360
13.º – Diego Schwartzman (ARG) – 2.265
14.º – Andrey Rublev (RUS) – 2.219
15.º – Denis Shapovalov (CAN) – 2.075
16.º – Stanislas Wawrinka (SUI) – 2.060
17.º – Karen Khachanov (RUS) – 2.040
18.º – Cristian Garin (CHI) – 2.005
19.º – Felix Auger-Aliassime (CAN) – 1.771
20.º – John Isner (EUA) – 1.760
88.º – Thiago Monteiro (BRA) – 669
177.º – João Menezes (BRA) – 279
182.º – Thiago Wild (BRA) – 277

Confira o ranking da WTA:

1.ª – Ashleigh Barty (AUS) – 8.367 pontos
2.ª – Simona Halep (ROM) – 6.076
3.ª – Karolina Pliskova (RCH) – 5.200
4.ª – Bianca Andreescu (CAN) – 4.665
5.ª – Sofia Kenin (EUA) – 4.490
6.ª – Kiki Bertens (HOL) – 4.335
7.ª – Elina Svitolina (UCR) – 4.301
8.ª – Serena Williams (EUA) – 3.915
9.ª – Belinda Bencic (SUI) – 8.875
10.ª – Naomi Osaka (JAP) – 3.625
11.ª – Petra Kvitova (RCH) – 2.981
12.ª – Madison Keys (EUA) – 2.962
13.ª – Aryna Sabalenka (BLR) – 2.815
14.ª – Petra Martic (CRO) – 2.770
15.ª – Johanna Konta (GBR) – 2.753
16.ª – Garbiñe Muguruza (ESP) – 2.522
17.ª – Elena Rybakina (CAZ) – 2.416
18.ª – Marketa Vondrousova (RCH) – 2.306
19.ª – Alison Riske (EUA) – 2.270
20.ª – Maria Sakkari (ALE) – 2.085
145.ª – Beatriz Haddad Maia (BRA) – 413
231.ª – Gabriela Cé (BRA) – 256
361.ª – Teliana Pereira (BRA) – 126

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora