Bruno Schmidt vê dupla de vôlei de praia com Evandro na ‘batida certa’

Se o encerramento da dupla formada pelos campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt em maio causou frisson no vôlei de…


Se o encerramento da dupla formada pelos campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt em maio causou frisson no vôlei de praia, o início de novas parcerias deu um alento à modalidade. Alison e Bruno se juntaram a outros dois campeões mundiais e fizeram não uma, mas duas duplas promissoras para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Alison está com André e Bruno faz dupla com Evandro. Ambas surgem como favoritas nesta corrida.

Uma dupla que surgiu exclusivamente de decisão técnica confirma as boas expectativas para o Brasil em 2020. Bruno e Evandro estrearam a parceria no pódio. Eles conquistaram o título na etapa do circuito brasileiro em Fortaleza, dia 23. “A primeira competição é sempre difícil. Mas também sempre muito boa. Acredito que estamos na batida certa e precisamos continuar trabalhando”, comentou Bruno Schmidt ao Estado.

Para o parceiro, a primeira participação da dupla é sinônimo de confiança. “Antes de confiar na dupla, a gente confia em si mesmo. Agora que ganhamos o primeiro torneio, a confiança aumenta. Sabemos do que somos capazes e que podemos fazer a diferença”, diz Evandro.

Uma formação recente poderia ser sinônimo de preocupação. Mas Bruno e Evandro avaliam que, apesar do tempo de que vão precisar para melhorar o entrosamento, estão no caminho certo. “É como um relacionamento, início de um namoro, qualquer evento que você faz é bacana, nada te chateia. Agora, sabemos que precisamos de mais tempo juntos. O circuito nacional é o momento onde ficamos tranquilos”, afirma Bruno.

“Há coisas que precisamos ajustar. Há coisas boas, que não esperávamos e aconteceram. Vamos trabalhar, ajustar as armas, as virtudes, e cada vez mais nos conhecer. O nosso melhor treino é a competição. É desta forma que encaixamos e mostramos como vai ser a cara da dupla. Estamos atentos a isso.”

Evandro garante que o entrosamento entre os dois não é apenas em quadra. “Preciso saber o que fazer quando o Bruno acordar irritado. Descobrir as coisas que ele gosta. Isso é bem bacana e um diferencial para conseguir formar uma dupla e ter sucesso com ela. Vou atrás de tudo e espero fazer do meu parceiro um multicampeão”, completa.

O primeiro torneio que contará pontos para a classificação aos Jogos de Tóquio será a etapa do circuito mundial no Catar, a partir do dia 12. Entre as duplas do País, apenas as duas melhores poderão jogar.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!