Brasil conquista dois ouros na vela e um no hipismo do Pan


Em um dia de muitas medalhas para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima, os representantes do País brilharam especialmente na disputa da vela, com a conquista de quatro pódios, incluindo dois ouros, assim como Marlon Zanoteli foi campeã na disputa por saltos do hipismo nesta sexta-feira.

Em Paracas, Patrícia Freitas levou o ouro na RS:X, faturando o tricampeonato pan-americano. “Tricampeonato, que felicidade. E é bom ganhar podendo entrar relaxada na regata da medalha, com uma diferença de pontos confortável. É um alívio, menos estressante”, disse

Além de Patrícia, Marco Grael e Gabriel Borges foram ouro na 49er, Bruno Fontes levou a prata na Laser e Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino ficou com o bronze na Nacra 17. A última regata da 49erFX foi suspensa por conta dos fortes ventos, sendo que a disputa é liderada pelas campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze.

No hipismo, Zanotelli levou o ouro no salto montando Sirene de La Motte. O argentino Jose Maria Larocca ficou com a prata e a norte-americana Elizabeth Madden conquistou o bronze. Já Pedro Veniss foi o sétimo colocado.

No ciclismo, o Brasil assegurou medalhas em todos os eventos da modalidade após Paôla Santos e Anderson Ezequiel levarem a prata no BMX Race na disputas feminina e masculina, respectivamente.

“Pratico o esporte desde os 11 anos e não é fácil chegar a essa medalha. Fiquei feliz demais hoje. Meu objetivo era ficar com ouro ou prata, mas logo na descida tive uma fechada e fiquei pra trás. Vim recuperando durante o percurso. Agradeço a todos que torceram por mim”, disse Paôla.

No remo, os irmãos Pau e Xavier Vela ficaram em segundo lugar na prova do Dois Sem. “É mais uma medalha para o Brasil, que era e sempre será um objetivo nosso: fazer o máximo para deixar o país no pódio. Agora vamos tentar a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, daqui a duas semanas, que é outra meta nossa”, declarou Xavier Vela.

Na pelota basca, Filipe Otheguy garantiu a primeira medalha brasileira na modalidade, o bronze na prova de mão individual frontão, ao derrotar o boliviano Josias Bazo por 2 a 0.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora