ABC conquista título de melhor clube do Brasileiro de BMX

Resultado mostra que o Americana Bicicross Clube tem se consolidado como uma equipe de ponta


O ABC (Americana Bicicross Clube), pela primeira vez na história, conquistou o título de melhor clube do Campeonato Brasileiro de BMX. A equipe sagrou-se campeã no último fim de semana, em Paulínia, no complexo poliesportivo do Jardim Monte Alegre.

“Ganha todo mundo, ganha a equipe. Isso melhora a nossa autoestima na busca de mais resultados individuais, coletivos, e para melhorar a nossa estrutura”, disse o presidente do ABC, Allan Jonas Duarte, o Aladin.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Atletas do ABC (Americana Bicicross Clube), que fez 482 pontos na competição, e ficou com o título da competição

O grupo americanense fez 482 pontos. Anfitrião, o Paulínia Racing Bicicross ficou em segundo lugar, com 470 pontos. O BBF/Brusque, com 449 pontos, fechou o pódio na terceira posição.

Nessa classificação, cada clube conta com a soma dos pontos conquistados pelos respectivos atletas filiados. “O título foi conquistado pelos pilotos que foram formados em nossa casa, em nossa pista. São pilotos que já vestem a camisa do Americana Bicicross Clube”, afirmou Aladin.

Segundo ele, a conquista vai de encontro com a ideologia do ABC. “A nossa filosofia é que o coletivo, o trabalho em equipe, o grupo, é maior que o resultado individual”, apontou.

O resultado mostra que o ABC tem se consolidado como uma equipe de ponta. O clube já possui atletas de sucesso, como Ana Flávia Sgobin, que faturou medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro.

Mas, como equipe, o ABC atingiu um novo patamar com o inédito título brasileiro por clubes. “Isso acaba, realmente, consagrando um trabalho”, comentou Aladin.

Desde o ano passado, o ABC já tem se destacado por sediar competições de destaque, como o Brasileiro de 2018, que até hoje ostenta recorde de inscritos, e o Pan-Americano de 2019.

Resultados

No Brasileiro desde ano, um dos destaques individuais da equipe foi Julia Alves, terceira colocada na Elite Women, a principal categoria entre as mulheres.

O americanense Samuel Pereira de Oliveira, que disputou a Elite Men, alcançou a quarta colocação. Tanto Julia como Oliveira buscam vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Em categorias inferiores, três atletas de Americana foram campeões: Caroline Vitória Rossi Amazonas (Girls 15/16 anos), Tiago Bueno de Oliveira (Boys 10) e André Gustavo Fassina, o Cabelo (Men 25/29), que também é treinador da equipe.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora