22 de junho de 2021 Atualizado 12:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Larissa Pimenta é superada por israelense e cai nas oitavas do Mundial de Judô

Por Agência Estado

07 jun 2021 às 21:00 • Última atualização 07 jun 2021 às 22:39

Única atleta do Brasil a entrar no tatame nesta segunda-feira, segundo dia do Campeonato Mundial de Judô disputado em Budapeste, na Hungria, Larissa Pimenta parou nas oitavas de final da competição. Ela venceu a primeira luta, mas foi eliminada no combate seguinte, perdendo a chance de conquistar uma medalha.

Larissa estreou com boa vitória por waza-ari sobre Naomi Van Kreme, da Holanda, mas foi eliminada ao ser superada na sequência pela israelense Gefen Primo, número 15 do mundo, que conseguiu um ippon para finalizar a participação da brasileira no Mundial.

Larissa Pimenta é a atual número 11 do mundo na categoria até 52 kg e disputou medalhas em todas as três competições que fez em 2021: foi ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, e quinto lugar nos Grand Slam de Tashkent e Tbilisi.

Neste Mundial, a judoca buscava, além de uma medalha inédita em sua jovem carreira, os pontos necessários para ser cabeça de chave nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em julho, o que não conseguiu, porém, com a eliminação precoce.

Passados dois dias da competição, o Brasil ainda não teve um bom desempenho no Mundial e segue sem conquistar medalhas. No domingo, Eric Takabatake foi eliminado na segunda rodada, enquanto Gabriela Chibana perdeu em sua primeira luta.

No terceiro dia do Mundial em Budapeste, o Brasil terá Ketelyn Nascimento e Eduardo Barbosa lutando pela classificação olímpica. Ambos estão fora da zona de ranqueamento para Tóquio atualmente e precisam de um bom resultado para manterem vivo o sonho de disputar a Olimpíada.

Ketelyn estreia contra Hadeel Elalmi, da Jordânia e, se passar, pegará a anfitriã Hedwig Karakas. Já Katsuhiro lutará primeiro contra Fethi Nourine, da Argélia. As preliminares começam às 5h da manhã e as disputas por medalhas serão a partir do meio-dia, no horário de Brasília.

O ranking olímpico será atualizado pela Federação Internacional de Judô ao final de todas as disputas do Mundial. O torneio vai até domingo, com a participação de mais 15 judocas brasileiros.

Publicidade