26 de julho de 2021 Atualizado 15:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Kleina se irrita com pergunta sobre demissão e garante: ‘Ponte vai sair dessa’

Por Agência Estado

21 jul 2021 às 11:15 • Última atualização 21 jul 2021 às 14:25

Há cinco jogos sem vencer e na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta ligou o sinal de alerta após a derrota para o Vitória por 1 a 0, na última terça-feira, no estádio Barradão, em Salvador. A pressão aumentou em cima do técnico Gilson Kleina, que recusou pedir demissão e se irritou ao ser questionado sobre o tema.

“Quando a gente recebe um tipo de pergunta dessa, até parece que a gente não está trabalhando. Parece que a gente passa o dia em Campinas. Queria até convidar esse repórter para vivenciar o dia a dia nosso lá, para ver como é duro, como a gente está se dedicando. Não é fácil trabalhar nessa situação, faz um apronto, aí chega um resultado, e você tem de mudar dois, três. Em momento algum eu vou baixar a cabeça, momento algum vou jogar a toalha. A gente é vencedor no futebol, porque passou por essa situação outras vezes. Com a Ponte é a primeira”, falou o treinador.

Apesar do momento ruim, com a Ponte Preta na vice-lanterna com apenas nove pontos, em 13 jogos disputados e apenas uma vitória, o treinador confia em dar a volta por cima para, ao menos, não correr mais riscos de rebaixamento na competição.

“Está todo mundo sofrendo, mas vai sair todo mundo junto dessa situação. A gente sente muito, é difícil dormir depois de um jogo assim. A gente vai forte para essa sequência. Eu vou pensar em como armar estratégia para a Ponte ser vitoriosa, como vamos buscar dar a volta por cima. Ainda tenho certeza que a Ponte vai dar muita alegria nesse campeonato”, completou.

Gilson Kleina assumiu a Ponte Preta na segunda rodada da Série B. Como o time de Campinas (SP) começou o torneio com um auxiliar no comando, terá o direito de mudar a comissão técnica ainda mais uma vez caso esse seja o desejo da diretoria, que se reunirá nesta quarta-feira para tratar da situação do treinador.

“Estou focado no meu elenco, nos meus jogadores. Mas posso falar uma coisa: o presidente e a diretoria sempre estão atuantes nos treinamentos. Sempre estamos conversando, preocupados, claro, com a situação, mas em busca de soluções. A Ponte faz de tudo para a gente conseguir o resultado esportivo, dentro de campo. Estamos focados no dia a dia, no trabalho, para que as coisas sejam resolvidas em campo”, finalizou o técnico.

A Ponte Preta se prepara agora para enfrentar o Goiás nesta sexta-feira, às 20 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 14.ª rodada.

Publicidade