06 de março de 2021 Atualizado 12:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

João Paulo pede defesa mais segura para Santos encerrar série de tropeços

Por Agência Estado

12 fev 2021 às 14:33 • Última atualização 12 fev 2021 às 14:46

Melhorar o rendimento do sistema defensivo e aproveitar a sequência de jogos em casa para assegurar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. É a esses aspectos que o Santos se apega na reta final do Campeonato Brasileiro, como revelou nesta sexta-feira o goleiro João Paulo.

O time agora, afinal, fará três jogos seguidos na Vila Belmiro, a começar pelo confronto de sábado com o Coritiba. Depois, enfrentará Corinthians (quarta-feira) e Fluminense (dia 21), encerando sua campanha contra o Bahia, no dia 25, fora de casa. Só que a defesa precisa ser mais segura, pois o time foi vazado nos últimos oito compromissos, algo determinante para a série de sete jogos sem vitórias por diferentes competições.

“Precisamos ter um pouco mais de atenção em alguns momentos do jogo. Sabemos que o nosso sistema defensivo é bom e precisamos melhorar isso. Fizemos uma semana de treinos intensos, então creio que vamos fazer um grande jogo e quem sabe sem tomar gols. E esse embate com o Coritiba é o começo de uma sequência importante. Tivemos duas partidas bem difíceis fora de casa (Grêmio e Atlético-GO), conseguimos dois empates que podem fazer a diferença lá na frente, mas isso só vai acontecer se fizermos nossa lição de casa. E essa arrancada final precisa começar já neste sábado”, disse o goleiro.

Depois de se revezar em boa parte da temporada na meta santista com John, João Paulo fechará o ano como titular e goleiro mais usado pelo time, como avisado pelo técnico Cuca após o duelo com o Atlético Goianiense. Algo, claro, celebrado por ele. Mas também garantindo que a disputa não afeta a grande amizade entre eles.

“Como eu já disse outras vezes, quem tem a ganhar com essa disputa no gol é o Santos. Hoje eu estou como titular e agradeço por isso. Mas o John é um amigo pessoal, comecei a jogar com ele desde a base, e nós temos uma grande parceria dentro e fora de campo. Um ajuda o outro, e quem ganha com isso é o clube”, afirmou.

Publicidade