14 de julho de 2024 Atualizado 17:19

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Inglaterra joga mal, empata com Dinamarca e perde chance de antecipar vaga no mata-mata da Euro

Por Agência Estado

20 de junho de 2024, às 17h21

A seleção da Inglaterra jogou mal nesta quinta-feira, cedeu o empate por 1 a 1 à Dinamarca e ainda desperdiçou a chance de garantir por antecipação a vaga nas oitavas de final da Eurocopa. Longe de empolgar a animada torcida inglesa, em Frankfurt, a equipe inglesa ainda correu sério risco de sofrer a primeira derrota na competição.

Com uma postura reativa ao longo de quase toda a partida, a Inglaterra fez uma das piores performances desta Eurocopa. A flagrante falta de criatividade e a pouca ousadia em campo renderam vaias ao técnico Gareth Southgate, que sacramentaria a classificação ao mata-mata com uma vitória simples nesta quinta.

Apesar do tropeço, os ingleses continuam liderando o Grupo C, com quatro pontos. Dinamarca e Eslovênia vêm logo na sequência, com dois pontos cada. A Sérvia tem apenas um ponto. Faltando apenas uma rodada para o fim da fase de grupos, todas as seleções desta chave ainda têm chances de classificação às oitavas.

Uma das candidatas ao título, a Inglaterra voltou a fazer uma exibição abaixo do esperado no primeiro tempo em Frankfurt. O início da partida foi marcado pela maior iniciativa dos dinamarqueses, enquanto a equipe inglesa adotava maior cuidado em sua defesa. Aos poucos, os favoritos começaram a buscar o ataque, com timidez.

O crescimento da Inglaterra em campo coincidiu com o primeiro gol da partida. Aos 18, Walker disparou pela direita e mandou na área. A defesa desviou mal e Kane mandou para o gol: 1 a 0. A vantagem no placar fez os ingleses reforçarem ainda mais a preocupação com a defesa. Até os 30 minutos de jogo, a Inglaterra esbanjava solidez lá trás e era eficiente nos raros ataques que fazia.

Mas a regularidade não vem sendo a marca desta equipe inglesa. Os erros começaram a aparecer na defesa e uma problemática saída de bola do zagueiro Guéhi acabou se tornando sintomática deste momento da partida. O erro culminou em finalização incrível de Hjulmand, aos 34. Ele arriscou da intermediária e mandou no pé da trave direita de Pickford, que viu a bola morrer no fundo das redes. O gol de empate foi o 13º marcado com finalização fora da área nesta Eurocopa.

O segundo tempo foi mais amarrado e de menos emoções que o primeiro. A Inglaterra manteve sua postura reativa, à espera do rival, enquanto a Dinamarca trocava passes na intermediária tentando encontrar uma brecha na defesa inglesa. Eriksen era quem conseguia levar algum perigo, em finalizações de longa distância.

Insatisfeito, o técnico Gareth Southgate trocou o ataque inteiro da Inglaterra de uma vez só. Ele sacou Kane, Saka e Foden para as entradas de Eze, Bowen e Watkins. Mas a mudança não tornou a equipe inglesa mais criativa, com um ataque ainda menos operante. Para piorar, levava constantes sustos na defesa. Sem assumir o protagonismo do jogo, a Inglaterra precisou apelar para a retranca para evitar a derrota nos minutos finais.

ESLOVÊNIA X SÉRVIA
Mais cedo, eslovenos e sérvios empataram por 1 a 1, com gols somente no segundo tempo. Karnicnik abriu o placar para a surpreendente Eslovênia, aos 14 minutos. A Sérvia sofreu até o último lance do jogo, quando arrancou um suado empate, com Jovic, aos 50 minutos da etapa final.

A partida foi marcada por uma fraca atuação da equipe sérvia, liderada pelo atacante Dusan Vlahovic, da Juventus. E, do outro lado, o time esloveno exibiu bom futebol e organização tática. A Sérvia havia estreado na Eurocopa com derrota para a Inglaterra por 1 a 0, enquanto os eslovenos haviam empatado por 1 a 1 com a Dinamarca. I

Publicidade