22 de Maio de 2020 Atualizado 22:37

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

+ Esportes

Ícaro Miguel se torna líder do ranking mundial do tae kwon do

Por Agência Estado

01 abr 2020 às 22:47 • Última atualização 27 abr 2020 às 11:33

O Brasil tem um representante como o melhor do mundo no ranking da sua categoria no tae kwon do. Nesta quarta-feira, com a atualização mensal das listas pela World Taewkwondo, a federação internacional da modalidade, Ícaro assumiu o primeiro lugar entre os lutadores com até 87 quilos.

Ícaro vinha tendo um desempenho irrepreensível nesta temporada, tanto que foi campeão em três das quatro competições internacionais que disputou, sendo o terceiro colocado na outra. Assim, o brasileiro soma 247,90 pontos, tendo ultrapassado o russo Vladislav Larin, que está com 247,50.

“Melhor do mundo! Hoje saiu a atualização do ranking mundial e estamos em primeiro lugar! Eu sou o primeiro taekwondista brasileiro a chegar no topo! Estou muito feliz, mas também surpreso porque imaginei que chegaria daqui um tempo ainda”, escreveu o brasileiro, que já está classificado para a Olimpíada de Tóquio.

“Esse feito me traz muita confiança para os Jogos Olímpicos, chegar lá como o melhor do mundo faz total diferença e me motiva ainda mais. Acredite em você! Aqui eu te provo que tudo é possível”, acrescentou Ícaro, que exaltou o bom momento dos brasileiros na modalidade.

“O Brasil tem plena condições de ter vários atletas melhores do mundo, tem a oportunidade de fazer história no tae kwon do. Ainda não acabou e eu quero muito mais, minha contribuição é fazer o que ninguém nunca fez e é para/por isso que eu continuo trabalhando. O Brasil é o país do tae kwon do”, concluiu.

Ícaro foi vice-campeão mundial em 2019, mesmo ano em que faturou a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima na categoria até 80kg, para a qual ele garantiu a sua classificação para Tóquio. Nesse peso, ele é o quarto colocado no ranking olímpico.

Além de Ícaro, outros dois brasileiros também se garantiram nos Jogos de Tóquio: Edival Pontes (até 68kg) e Milena Titoneli (até 67kg).