18 de julho de 2024 Atualizado 19:44

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Guarani rescinde com o meia Chay e oficializa mais dois reforços defensivos para a Série B

Por Agência Estado

09 de julho de 2024, às 19h41

Principal reforço para 2024, o meia Chay rescindiu contrato com o Guarani. Seu destino será o CRB, adversário direto na luta contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Também nesta terça-feira, o clube de Campinas oficializou mais dois reforços para a sequência da temporada.

Ex-Botafogo, Cruzeiro e Ceará, Chay desembarcou no estádio Brinco de Ouro da Princesa para ser o camisa 10 do Guarani na temporada, mas conviveu com problemas físicos e não conseguiu emplacar. Na sua passagem pelo Guarani, o meia de 33 anos não marcou gols e nem deu assistências nos 10 jogos que disputou. A última vez que esteve em campo foi no dia 20 maio.

Fora dos planos do técnico Pintado, Chay entrou em acordo com a diretoria do Guarani para a rescisão contratual. O meia será oficializado como reforço do CRB até quarta-feira, quando reabre a janela de transferência no futebol brasileiro.

Como fez apenas quatro partidas pelo Guarani na Série B, Chay pode atuar por outro clube na divisão. O CRB, inclusive, é concorrente direto na luta contra o rebaixamento.

REFORÇOS
Preocupado com o sistema defensivo, o time campineiro anunciou o zagueiro Matheus Salustiano e o lateral-direito Pacheco, que já vinham disputando a segunda divisão nacional.

Matheus Salustiano, de 31 anos, estava no Brusque, onde fez quatro jogos durante essa Série B. Ele é formado nas categorias de base do Santo André e tem passagens por Vitória, Goiás e diversos outros clubes paulistas, como Oeste, Rio Claro, São Caetano, Ferroviária e São Bernardo. Neste último, viveu sua última grande sequência, com 64 jogos entre 2022 e 2023.

Já Pacheco, de 33 anos, é natural de Campinas e fez quatro jogos no Operário-PR nesta Série B. Sua maior identificação, porém, é com o Ituano, clube que defendeu entre 2015 e 2016, retornando para nova passagem entre 2019 e 2023. Criciúma, Novorizontino, Noroeste, Paulínia, entre outros, também estão na lista.

O técnico Pintado tem, portanto, novas opções para melhorar a defesa do Guarani, a segunda pior da Série B com 23 gols sofridos. Está à frente apenas do Ituano, que sofreu 32. O clube também já anunciou o zagueiro Renê Santos, o volante Gabriel Bispo e o atacante Daniel dos Anjos.

O Guarani está há dez jogos sem vencer, sendo três empates e sete derrotas, sendo a última para o Sport, por 1 a 0, no domingo, em Campinas (SP). O último e único triunfo na Série B foi em 11 de maio, quando fez 2 a 0 no Botafogo em casa.

Com isso, soma apenas seis pontos e ocupa a 20ª e última colocação da tabela da Série B, em situação cada vez mais delicada. Já são cinco pontos de diferença para o Ituano, 19º colocado com 11, e dez para o Amazonas, primeiro fora da zona de rebaixamento, em 16º com 16.

O time paulista volta a campo no próximo sábado, às 15h30, quando faz duelo estadual com o Novorizontino no Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP), pela 15ª rodada. O adversário está em sexto com 22 pontos.

Publicidade