União vence dérbi contra o Rio Branco e conquista vaga na semi

Três gols de pênaltis, chances perdidas e emoção de ambos os lados marcaram o quinto clássico da temporada


Deu União Barbarense. De novo. O Leão da 13 venceu o Rio Branco por 3 a 2, na tarde deste sábado (31), no estádio Antonio Guimarães, na segunda partida das quartas de final da Copa Paulista. O time de Santa Bárbara d’Oeste está classificado para as semifinais do torneio, em sua melhor campanha desde 2001, quando foi vice-campeão, e aguarda a definição do seu adversário hoje. Mirassol e Ituano se enfrentam às 10 horas, em Mirassol – os mandantes podem até perder por um gol de diferença que estarão classificados.

Foto: João Carlos Nascimento
Em jogo acirrado,União marca 3 e garante a vitória no sexto dérbi da temporada
Três gols de pênaltis, chances perdidas e emoção de ambos os lados marcaram o quinto clássico da temporada – foram três vitórias do União Barbarense e dois empates. O resultado deste sábado reforçou o que a equipe classificada já havia feito na ida, sábado passado, quando bateu o Rio Branco por 2 a 0 no estádio Décio Vitta – o Tigre precisava ganhar por três gols de diferença para quebrar a vantagem.

PRIMEIRO TEMPO. Cinco minutos mais movimentados que 42 puderam resumir o primeiro tempo. Nesse intervalo saíram os três gols da etapa. O volume de jogo dos donos da casa a partir do apito inicial de Adriano de Assis Miranda fazia parecer que o União é quem precisava do resultado. Joãozinho foi às redes aos 40 segundos, após rebote de Cleber Alves em arremate de Diego Higino, mas a arbitragem anulou o lance, em impedimento. Outra vez Joãozinho, aos 2, mandou por cima.

Ansioso, o Tigre tentava concluir na primeira oportunidade de finalização. Diegão chutou por cima aos 5 e aos 7, e bateu fraco, parando em Douglas, após boa finta aos 21. Renatinho, a exemplo do colega de ataque, concluiu por cima, em batida cruzada, aos 26. Antes disso, Joãozinho havia novamente atormentado a zaga do Rio Branco, aos 12 minutos, em duas tentativas que terminaram pela linha de fundo. A melhor chance, até então, veio aos 33. Joãozinho serviu Diego Higino, da entrada da área, para defesa à queima roupa do número 1 do time americanense.

O panorama mudou com a chegada do fim da primeira metade do duelo. Joãozinho, esse do Rio Branco, apimentou o confronto aos 42, ao desviar chute de Diegão e bater na saída de Douglas. A esperança reacesa pelo Tigre, porém, durou pouco. Exatamente dois minutos. Aos 44, Joãozinho foi calçado dentro da grande área. Pênalti. Diego Higino marcou aos 45, com chute rasteiro no canto direito. Logo após a saída de bola, o camisa 9 lançou Jean Natal, entre a defesa do rival. O meia tocou por cima de Cleber Alves, na saída do goleiro, e comemorou a virada ainda antes do intervalo.

ETAPA FINAL. O União Barbarense teve grande chance para matar de vez o dérbi aos 2 minutos do segundo tempo. Joãozinho foi lançado pelo lado direito, saiu na cara do arqueiro riobranquense, mas tocou pelo lado. O ritmo caiu e o empate dos visitantes saiu em um lance ao acaso. Oliveira cortou com a mão cruzamento feito pelo Tigre, aos 18 minutos. O árbitro assinalou pênalti e Joãozinho marcou seu nono gol na Copa Paulista – é artilheiro isolado.

O Leão da 13, apesar da grande vantagem, queria se classificar com vitória. E foi atrás dela. No mesmo lance, aos 24, Rafael Tufa e Pedro Leão pararam em Cleber Alves. A comemoração definitiva só começou aos 28. Joãozinho aproveitou a defesa em linha, tentou driblar o goleiro e foi derrubado. Novo pênalti. Cleber Alves foi expulso e, como a equipe de Americana, já tinha feito as três substituições, o volante Agenor foi para a meta.
Joãozinho marcou o terceiro aos 31. A torcida da casa, a partir de então, não economizou nos gritos de “olé”. O Rio Branco ficou fragilizado. Dodô ainda acertou o travessão aos 44 minutos, antes do apito final, que decretou a vitória.

FICHA TÉCNICA PÓS: UNIÃO BARBARENSE 3 X 2 RIO BRANCO

UNIÃO BARBARENSE: Douglas; Oliveira, Rodolfo, Petterson e Dodô; Magrão, Rafael Tufa, Jean Natal e Felipe Pará (Pedro Leão); Joãozinho (Stefan) e Diego Higino. Técnico: Waguinho Dias.

RIO BRANCO: Cleber Alves; Luiz Henrique (Vinícius Trinca), Rodrigo, Gustavo e Nichollas; Agenor, Lucas Chinaqui e Arthur; Renatinho (Rodriguinho), Joãozinho e Diegão. Técnico: William Sander.

GOLS: Diego Higino, aos 45’/1T, Jean Natal, aos 46’/1T, e Joãozinho, aos 31’/2T (União Barbarense); Joãozinho, aos 42’/1T e 19’/2T (Rio Branco).

CARTÕES AMARELOS: Rafael Tufa e Murilo (União Barbarense); Diegão, Cleber Alves, Lucas Chinaqui e Gustavo (Rio Branco).

CARTÃO VERMELHO: Cleber Alves (Rio Branco).

ÁRBITRO: Adriano de Assis Miranda.

PÚBLICO: 2.475 pagantes.

RENDA: R$ 27.560,00.

LOCAL: Estádio Antonio Lins Ribeiro Guimarães, em Santa Bárbara d’Oeste (SP).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora