Treino da Argentina em BH é marcado por conversa de Messi e Scaloni com elenco


A Argentina realizou nesta terça-feira, na Cidade do Galo, em Belo Horizonte, o último treino de preparação para enfrentar o Paraguai, nesta quarta, às 21h30, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo B da Copa América. O trabalho ficou marcado por uma conversa liderada por Messi e pelo técnico Lionel Scaloni, que discursaram para o restante dos jogadores da seleção no centro de um dos campos do CT do Atlético-MG.

A conversa só pôde ser acompanhada de longe pelos jornalistas, que não tiveram como ouvir o conteúdo das declarações, mas foi possível perceber que o tom das mesmas era sério, principalmente quando Messi gesticulou bastante ao se dirigir aos seus companheiros. Em certo momento, ele pareceu até discordar de algo que Scaloni falou enquanto interrompeu parte do discurso do astro do Barcelona.

Otamendi, Agüero e Di María foram outros jogadores que também chegaram a falar durante este reunião no gramado. O treinador da seleção foi o primeiro a discursar nesta conversa com os atletas e em seguida o capitão e principal craque do time, Messi, assumiu a palavra, antes de os seus parceiros de equipe também falarem.

Apenas os primeiros 15 minutos do treinamento foram abertos aos jornalistas, período em que os jogadores realizaram um trabalho físico sob o comando do preparador Luis Martín. Depois disso, com a atividade fechada, Scaloni dirigiu uma movimentação tática que durou 30 minutos, segundo informou a Associação de Futebol Argentino (AFA) em seu site.

A entidade também revelou que o lateral-esquerdo Acuña, recuperado de desgaste muscular na coxa esquerda, e o meia Roberto Pereira, que superou dores na região inguinal, voltaram a trabalhar com o restante do elenco depois de terem ficado fora da atividade realizada no gramado no dia anterior.

No jogo diante do Paraguai, Scaloni deverá promover mudanças na escalação da equipe titular que foi derrotada por 2 a 0 pela Colômbia, no último sábado, na Arena Fonte Nova, em Salvador, na estreia da Copa América. Um que deve deixar o time é Di Maria, substituído no intervalo na derrota para os colombianos. Rodrigo De Paul, depois de atuar 45 minutos no sábado, deve aparecer entre os titulares do meio-campo.

Outras prováveis mudanças são as saídas de Saravia da lateral direita e de Guido Rodríguez do meio de campo para as entradas de Milton Casco na ala e de um novo companheiro de ataque para Agüero: Lautaro Martínez, Matias Suarez e Dybala estão na briga por um lugar no time.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora