Treinador do Rio Branco aponta falhas e falta de atenção do grupo

Time vencia o Joseense até os acréscimos e cedeu empate, repetindo a história contra o Marília; Tigre deixou de marcar mais 4 pontos


O técnico Marcos Campangnollo avalia que o Rio Branco deixou a vitória escapar, neste sábado, por dois motivos: falta de atenção e falhas individuais. Na ocasião, o Tigre empatou em 1 a 1 com o Joseense, fora de casa, porém vencia por 1 a 0 até os 48 minutos do segundo tempo. “A desatenção tomou conta no nosso jogo em São José dos Campos”, afirmou o treinador.

Os times se enfrentaram pela quinta rodada da segunda fase do Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão. O gol do Joseense teve origem em um erro cometido pelo meia Alê, do Rio Branco. Ele tentou o passe por dentro, no meio-campo, e entregou a bola para o adversário, que deu início ao ataque.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
“A desatenção tomou conta no nosso jogo em São José dos Campos”

Para Campangnollo, a jogada poderia ser interrompida pelo Tigre, mas a defesa fez uma marcação “meia boca”, pois não confiava que o lance terminaria em gol. “São sérias sequências de erro”, disse.

No jogo anterior, diante do Marília, o Rio Branco sofreu com a mesma situação. A equipe americanense, que era visitante, ganhava por 1 a 0 até os 47 minutos do segundo tempo, quando tomou o empate numa falha do goleiro Alan. O placar também foi 1 a 1.

“Tudo isso é o que eu já falei: o emocional dos atletas, pela idade deles, a tomada de decisão errada. Então, isso vai servir de aprendizado para a carreira deles”, apontou.

Terceiro colocado no Grupo 10, com cinco pontos, o Rio Branco decide a classificação no próximo domingo, contra o Guarulhos, no Estádio Décio Vitta, em Americana. O confronto às 10 horas, é válido pela última rodada da segunda fase.

Os ingressos já estão disponíveis pelo valor de R$ 10. Os pontos de venda são: Z Sport, Comida Caseira, Pastelaria do Chico, Gallo Tecidos, Bar do Mineiro, Ju & Tati Modas, Sede Náutica e Décio Vitta. Na hora da partida, o preço sobe para R$ 20.

Nesta segunda, o TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) absolveu o atacante Gabriel Braga, que poderia ser suspenso por até seis jogos por causa de sua expulsão na derrota por 2 a 1 para o Marília, em Americana. Já o volante Maranhão, com três cartões amarelos, está suspenso, enquanto o atacante Davi virou dúvida devido uma fratura no nariz.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora