Taffarel alerta sobre Copa América: ‘A gente tem que ganhar, não só jogar bem’


Profissional da comissão técnica com mais experiência de seleção brasileira, o preparador de goleiros Taffarel foi taxativo nesta quinta-feira: o Brasil “tem que ganhar a Copa América”. Na avaliação do goleiro, campeão do mundo em 1994 e da própria competição continental da última vez que ele foi realizada no País, em 1989, o futebol brasileiro “não pode ficar tanto tempo sem vencer”.

O discurso de Taffarel é diferente daquele propalado pelo técnico Tite, que sempre fala que prefere desempenho a resultado. “Eu sou muito mais na emoção, o Tite é na razão. Eu vejo quando ele dá palestra aos jogadores, ele fala com uma clareza impressionante. É lógico que a gente não tem controle no resultado; muitas vezes tu joga bem e acaba não ganhando. Isso a gente passa na nossa carreira. Mas eu falo que temos que ganhar porque eu vejo um momento muito importante pra gente ganhar. Estamos jogando em casa, a gente tem que botar na cabeça que a gente tem que ganhar”, disse o ex-goleiro, durante entrevista coletiva de imprensa na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

De acordo com Taffarel, apenas jogar bem não resolve. “A gente tem que ganhar. Essa é a palavra. A gente está trabalhando, fazendo o possível, mas acho que a palavra fundamental é ganhar, é vitória. O futebol brasileiro, pra nós, pra vocês (jornalistas), pro torcedor, a gente precisa viver de vitórias, não só de jogar bem. A vitória é importante. No final, o que vai contar é a vitória. A gente tem que botar na cabeça que essa é uma competição pra se ganhar, não pra se jogar”, afirmou o preparador de goleiros.

Apesar de ter bom desempenho nos números – o Brasil foi o melhor time das Eliminatórias da última Copa do Mundo e não perdeu nenhuma vez depois do Mundial da Rússia -, a seleção não deve se ater às estatísticas, considera o preparador de goleiros.

“O tempo passa, a gente não pode se apegar a coisinhas de nada. A gente quer focar no trabalho, procurar essa vitória. Futebol aqui no Brasil não pode ficar tanto tempo sem vencer. Acontece, pode acontecer – se não me engano a Argentina está há mais tempo do que a gente -, mas não temos que olhar os vizinhos, os adversários. A gente tem que focar na gente mesmo. Eu vi isso nos jogadores também, essa vontade de vencer. Muitas vezes a gente se prepara, faz o melhor, como fez na Copa do Mundo. Foi um trabalho excelente, mas de repente tu cai. Faz parte, mas vamos de novo”, considerou Taffarel.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora