Substituto de Grohe, Paulo Victor pede reação do Grêmio e traça G4 como meta

Além de lidar com a frustração pela derrota para o River Plate na última terça-feira, pela semifinal da Copa Libertadores,…


Além de lidar com a frustração pela derrota para o River Plate na última terça-feira, pela semifinal da Copa Libertadores, o Grêmio terá superar desfalques importantes para o duelo contra o Atlético-MG, neste sábado, em Belo Horizonte, pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marcelo Grohe, Maicon e Walter Kannemann são baixas confirmardes, enquanto que Luan ainda é dúvida para o confronto.

“São sete jogos que peço para que o torcedor abrace nossa equipe. Precisamos terminar o ano no G4 e dependemos da nossa torcida. A reação começa neste sábado”, disse Paulo Victor, que vai substituir Grohe, que sofreu fraturas em duas costelas, por isso não vai viajar a Belo Horizonte.

O confronto contra o Atlético-MG se trata de um confronto direto, uma vez que uma vitória deixaria o time mineiro a apenas três pontos do Grêmio. A equipe gaúcha está na quinta colocação, portanto estaria se classificando para disputar a fase preliminar da próxima Libertadores, apenas quatro pontos atrás do São Paulo, que está em quarto lugar, posto que garante vaga direta na fase de grupos. Ao mesmo tempo, seis pontos separam os gremistas de não disputar nem a pré-Libertadores de 2019, por causa da proximidade de Atlético-MG e Santos.

O Grêmio ainda aguarda um parecer da Conmebol por causa do não cumprimento do técnico argentino Marcelo Gallardo a uma suspensão imposta pela entidade. Instalado em um camarote da Arena Grêmio, o treinador visitou o vestiário de sua equipe, no intervalo, e comunicou-se com o auxiliar que comandou o River Plate durante a partida, vencida pelo time argentino por 2 a 1.

“Regras são feitas para serem cumpridas. Não foi cumprida no VAR. Pode ser cumprida agora. Esperança existe, com certeza. Não foi o Grêmio que errou. Foram eles. Cabe a quem julgar ser justo”, afirmou Paulo Victor, com referência ao lance do primeiro gol do River Plate na partida, em que a bola bateu na mão de Borré antes de entrar.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!