Sergio Ramos só admite vitória para o Real contra o Galatasaray em Istambul


Sabedor de que um novo tropeço pode complicar bastante as chances de classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões para o Real Madrid, Sergio Ramos afirmou nesta segunda-feira que a vitória é o único resultado que interessa ao time espanhol no jogo contra o Galatasaray, às 16 horas (de Brasília) desta terça, em Istambul, na Turquia, pela terceira rodada do Grupo A da competição.

“A única coisa que temos em mente é a vitória. Depois de todos os problemas e resultados, temos de ganhar ou ganhar. Não há outra alternativa”, disse o capitão da equipe madrilenha, que ocupa o último lugar na chave, com apenas um ponto, mesma pontuação do Galatasaray. A liderança é do Paris Saint-Germain, com seis, seguido pelo Brugge, que tem dois. Estas duas equipes se enfrentam no outro confronto da terceira rodada da chave, também às 16h desta terça, na Bélgica.

Perguntado sobre uma possível saída do técnico Zinedine Zidane, o zagueiro rebateu. “Todo mundo sabe que o vestiário está fechado com Zidane. Confiamos no trabalho dele. Vamos mostrar que estamos unidos com nossa atuação em campo”, disse um dos líderes do elenco, que não quis comentar rumores de um possível retorno do português José Mourinho ao comando do Real. “É preciso que vivamos um pouco à margem das especulações”, afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Zidane, que também procurou exibir tranquilidade antes de encarar este importante desafio em Istambul, afirmou que espera que a sua equipe mostre personalidade na Turquia. “Sabemos a situação pela qual o time passa. Estamos preparados para uma grande partida. Começamos mal a competição, mas amanhã (nesta terça-feira) temos a chance de mostrar o que podemos fazer.”

O técnico francês não se mostrou preocupado pela derrota sofrida no Campeonato Espanhol, por 1 a 0, diante do Mallorca, no sábado, que custou a perda da liderança do torneio para o rival Barcelona. “É um outro jogo. Pode ter certeza de que os jogadores são os que mais querem vencer, sempre. Precisamos mostrar que queremos mudar a situação.”

Zidane também não abalou ao ser questionado por um repórter sobre a possibilidade de ser demitido, caso some mais uma derrota. “Estar no Real Madrid é uma final todo dia. Faz 18 anos que estou aqui e sei a pressão que sofremos. Como treinador, preciso passar um pensamento positivo para o grupo. É preciso perguntar para outra pessoa se corro o risco de sair”, respondeu.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora