Santos vence Oeste com gol no último lance e se classifica no Paulistão

Peixe esteve por duas vezes atrás do marcador, mas conseguiu a virada no fim em duelo que começou com uma hora de atraso por causa das chuvas


Em um jogo que teve seu começo atrasado por mais de uma hora por causa da forte chuva que alagou o gramado do Pacaembu, o Santos fez um duelo movimentado neste sábado e superou o Oeste por 3 a 2, com um gol de Victor Ferraz nos acréscimos, assegurando a classificação antecipada às quartas de final do Campeonato Paulista, mesmo numa partida em que o time voltou a exibir problemas no seu sistema defensivo.

Foto:
Victor Ferraz foi o autor do gol que garantiu a vitória do alvinegro já nos acréscimos

Com a vitória, o Santos já está nas quartas de final do Paulistão. E o time continua na liderança do Grupo A e com a melhor campanha entre todos os participantes, com 22 pontos. Já o Oeste é o primeiro colocado do Grupo D, com 12 pontos, mas pode ser ultrapassado neste domingo pelo São Paulo.

Novamente no Pacaembu, o Santos voltará a jogar na quinta-feira, quando vai receber o América-RN, pela segunda fase da Copa do Brasil. No dia seguinte, na Arena Barueri, o Oeste enfrentará o Red Bull Brasil, pela décima rodada do Paulistão.

A estratégia do técnico Jorge Sampaoli de poupar alguns jogadores de meio-campo, em função da sequência de jogos, que incluem a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil, cobraram seu preço ao Santos, que errou muitos passes no primeiro tempo. E a entrada de um deles no intervalo, o uruguaio Carlos Sánchez no lugar de Yuri, mudou o cenário do duelo, com o time melhorando a articulação das jogadas.

O sistema defensivo também deu muitos espaços ao Oeste, a ponto de o adversário ter as melhores oportunidades quando o placar estava empatado em 2 a 2. Mas o ataque e a insistência funcionaram com a vitória sendo assegurada no lance final, por Victor Ferraz.

O JOGO – Após muita espera para início do jogo, o Santos foi a campo com um time diferente ao de jogos recentes, sem os volantes Diego Pituca e Alison, substituídos por Yuri e Jean Lucas. Além disso, Felipe Jonatan, que só teve a sua contratação oficializada na sexta-feira, fez a sua estreia.

E o lateral-esquerdo participou do interessante começo de jogo do seu time, como em uma jogada em que Derlis González forçou o goleiro Matheus Cavichiolli a fazer uma boa defesa. Só que o excesso de erros de passe do Santos impediram o time de impor pressão sobre o Oeste. E também cobrou o seu preço atrás.

Com Vanderlei e Yuri exibindo insegurança na saída de jogo, o Oeste ganhou confiança, criou chances e abriu o placar com um golaço. Aos 14 minutos, Bruno Lopes recebeu passe na ponta da grande área e chutou forte, praticamente acertando o ângulo, aproveitando que Vanderlei estava adiantado.

O gol aumentou os erros do Santos, que até assustou em um cruzamento fechado de Soteldo. Mas o time conseguiu arrancar o empate, após cobrança de falta de Jean Mota, que Betinho desviou para o próprio gol aos 41 minutos. Só que o alívio durou pouco, pois o Oeste marcou no lance seguinte. Em jogada rápida, Roberto cruzou, Matheus Jesus se antecipou a Victor Ferraz e marcou de cabeça contra o time que defendeu em 2018.

Preocupado com o resultado negativo, Sampaoli promoveu duas mudanças no Santos para o segundo tempo, com as entradas de Rodrygo e Carlos Sánchez. A estratégia surtiu efeito, porque melhorou a qualidade do passe da equipe especialmente em função do bom desempenho do uruguaio. Assim, o time correu menos riscos e passou a chegar com mais frequência no ataque. E arrancou o empate em bela trama, com Jean Mota acionando Victor Ferraz na lateral para cruzar na direção de Derlis González, que bateu de primeira, marcando um golaço, aos 16 minutos.

Empolgado com o empate, o Santos tentou acelerar o jogo para conseguir a virada. Mas cedeu espaços ao Oeste, que teve duas chances claras para marcar, com Elvis e Jheimy, que pararam em boas defesas de Vanderlei, se reabilitando dos erros cometidos no primeiro tempo.

O time da casa ainda aplicou uma blitz nos últimos minutos e arrancou a vitória no lance final, aos 50 minutos. Matheus Cavichioli afastou mal cruzamento, com a bola sobrando para Victor Ferraz, que encheu o pé, com a bola entrando no cantinho do gol.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 3 X 2 OESTE

SANTOS – Vanderlei; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan; Yuri (Carlos Sánchez), Jean Lucas, Cueva (Felippe Cardoso), Jean Mota e Soteldo (Rodrygo); Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.

OESTE – Matheus Cavichiolli; Tony, Maracás, Kanu e Alyson; Matheus Jesus (Lídio), Betinho, Elvis e Mazinho (Jheimy); Roberto e Bruno Lopes (Bruno Xavier). Técnico: Renan Freitas.

GOLS – Bruno Lopes, aos 14, Betinho (contra), aos 41, e Matheus Jesus, aos 42 minutos do primeiro tempo. Derlis González, aos 16, e Victor Ferraz, aos 50 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Thiago Duarte Peixoto.

CARTÕES AMARELOS – Rodrygo e Felipe Aguilar (Santos); Bruno Lopes, Matheus Jesus, Alyson e Lídio (Oeste).

RENDA – R$ 249.544,00.

PÚBLICO – 8.123 pagantes (9.486 presentes).

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!