Santos faz 6 a 1 no Goiás e se mantém na liderança

Sétima vitória consecutiva no Brasileirão levou o Santos aos 32 pontos, ampliando, ao menos momentaneamente, sua vantagem para o vice-líder Palmeiras


Foto: Ivan Storti/Santos FC
O Santos contou com uma manhã inspirada dos gringos Carlos Sánchez e Soteldo para massacrar o Goiás

Na atuação mais emblemática para reafirmar o grande futebol que vem praticando, o Santos contou com uma manhã inspirada dos gringos Carlos Sánchez e Soteldo para massacrar o Goiás por 6 a 0 na manhã deste domingo, na Vila Belmiro, e provar que brigará com contundência pelo título da competição.

A sétima vitória consecutiva no Brasileirão levou o Santos aos 32 pontos, ampliando, ao menos momentaneamente, sua vantagem para o vice-líder Palmeiras, que tem 27 e faz o clássico contra o Corinthians neste domingo. Ou seja, mesmo que o time alviverde vença o arquirrival, a equipe santista se manterá na ponta.

Já o Goiás, que teve um bom início no torneio, vem em queda livre, de modo que ainda não triunfou na retomada da competição após a pausa para a Copa América. Nesse período, foi goleado duas vezes por 6 a 1 – o outro algoz foi o Flamengo – e empatou outros dois jogos sem gols. A equipe goiana caiu para a décima posição, com 17 pontos, e deve perder mais posições ao final da rodada.

Assistindo ao jogo de um dos camarotes da Vila Belmiro pois estava suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos, o técnico Jorge Sampaoli certamente gostou da atuação de gala dos seus comandados. Insaciável e com um apreço admirável por atacar, seu time teve mais uma grande exibição e amassou o Goiás, bombardeando o adversário e contando com atuações individuais de destaque do venezuelano Soteldo e do uruguaio Sánchez.

Em uma cena semelhante à de um dos gols da vitória passada sobre o Avaí, Soteldo cruzou para Sánchez abrir o placar em um lindo sem pulo aos oito minutos. O meia do Uruguai é o artilheiro isolado da equipe na temporada, com 12 gols.

Quem também brilhou foram os defensores. De volta à equipe, Lucas Veríssimo foi acionado por Sánchez e fez o segundo de cabeça aos 14 minutos. Seu parceiro Gustavo Henrique ampliou aos 36, pegando rebote da conclusão de Sasha, que explodira no pé da trave.

Se fez três na primeira etapa, o time de Sampaoli resolveu balançar as redes mais três vezes na etapa final para fechar a conta. O apetite não diminuiu e Eduardo Sasha anotou o quarto tento aos seis minutos depois de receber bela assistência de Sánchez, tirar no goleiro e estufar as redes.

Acostumado a dar passes para os companheiros, o baixinho Soteldo mostrou que também sabe concluir. Aos 22 minutos, ele aproveitou erro na saída de bola do adversário, avançou e acertou um lindo chute de fora da área. A bola entrou próxima ao ângulo esquerdo do goleiro. Aos 36, o atacante recebeu passe de Marinho, que entrara há pouco no jogo, e selou o massacre na Vila Belmiro. Kayke, nos acréscimos, fez o gol de honra do Goiás.

Embalado por sete vitórias seguidas, fruto do futebol mais vistoso do País, o Santos volta a campo na próxima rodada, a 14ª do Brasileirão, para encarar o São Paulo no clássico do sábado, às 17 horas, no Morumbi. O Goiás tenta a reação no torneio diante do Corinthians, na quarta-feira, às 19h15, em Itaquera, em jogo adiado da sétima rodada.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 6 X 1 GOIÁS

SANTOS – Everson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca e Carlos Sánchez e Felipe Jonatan (Evandro); Derlis González (Marinho), Eduardo Sasha (Uribe) e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli.

GOIÁS – Tadeu; Kevin (Yago Rocha), Yago, Rafael Vaz e Jefferson; Geovane, Léo Sena e Marlone (Giovanni Augusto); Michael (Marcinho), Kayke e Leandro Barcia. Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS – Carlos Sánchez, aos oito, Lucas Veríssimo, aos 14, e Gustavo Henrique, aos 36 minutos do primeiro tempo. Eduardo Sasha, aos seis, Soteldo, aos 22 e aos 35, e Kayke, aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rafael Traci (SC).

CARTÕES AMARELOS – Jorge, Uribe e Soteldo (Santos); Yago, Kevin, Marlone e Kayke (Goiás).

PÚBLICO – 13.462 torcedores.

RENDA – R$ 510.020,00

LOCAL – Vila Belmiro, em Santos (SP).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora