Santos estraga festa do Ceará e volta a vencer

Gol de Eduardo Sasha representou a manutenção da equipe santista nas primeiras posições da tabela, agora com 14 pontos ganhos


O Santos estragou a festa de aniversário de 105 anos do Ceará ao sair com a vitória de 1 a 0 na tarde deste domingo no Castelão, em Fortaleza, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O gol de Eduardo Sasha representou a manutenção da equipe santista nas primeiras posições da tabela, agora com 14 pontos, deixando o alvinegro cearense com nove pontos, na zona intermediária.

O resultado fez com que o time da Baixada Santista voltasse a marcar um gol e a vencer, algo que já não fazia há três jogos, contando Brasileirão e Copa do Brasil. Na próxima rodada, a equipe comandada por Jorge Sampaoli recebe o Atlético-MG, no domingo, às 19h, na Vila Belmiro. Já o Ceará faz novo jogo em seus domínios, desta vez contra o Bahia, às 19h30 do sábado.

Foto: Jarbas Oliveira / Estadão Conteúdo
Eduardo Sasha fez o gol da vitória do Santos sobre o Ceará

Jogando diante de um ótimo público e entusiasmado pela festa de 105 anos do clube, a equipe da casa protagonizou as melhores chances de gol do primeiro tempo. O time treinado por Enderson Moreira tinha uma marcação mais encaixada e dava a bola para os comandados de Jorge Sampaoli, que, mesmo com muito mais posse de bola, praticamente não se aproximaram do gol de Diogo Silva. A equipe cearense, tendo um corredor para trabalhar pelo lado esquerdo de seu ataque, criou as melhores oportunidades pelo setor.

E foi por ali que os anfitriões obrigaram seu ex-goleiro (que atuou por quatro anos pela equipe) a trabalhar e em alguns momentos apenas torcer para que a bola saísse. Assim, Fernando Sobral, de fora da área; Bergson, de cabeça; e Thiago Galhardo, em chute que passou muito perto da trave direita, assustaram a retaguarda do time da Baixada Santista.

Na volta do intervalo, porém, a primeira chance clara de gol foi paulista e acabou nas redes defendidas por Diogo Silva. E surgiu de uma linda jogada iniciada em lançamento de Jean Mota para a esquerda, onde estava Felipe Jonatan, que veio do banco de reservas para o lugar de Copete e rolou para Carlos Sánchez. O uruguaio viu Sasha entrando no segundo pau e fez um bonito passe pelo alto para o camisa 27 completar para o gol: 1 a 0 Santos.

Mais acertado na defesa após o gol e com mais segurança para sair nos contra-ataques, o Santos ainda perderia uma outra ótima chance aos 11 minutos, também com Sasha, que insistindo em lance de bate-rebate na área, mandou para fora.

Embora com menos espaço do que na primeira etapa, a necessidade de buscar o resultado fez com que o time cearense adiantasse suas linhas. Desta maneira, aos 16 minutos, Thiago Galhardo quase empatou com um golaço ao mandar por cobertura após saída equivocada de Éverson, mas a bola beijou o travessão.

Aos 29, a arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro paralisou a partida por reclamação do alvinegro cearense de um toque de mão na área, mas a equipe do VAR considerou o lance normal e a partida prosseguiu.

Com mais espaço para contra-atacar, o técnico Jorge Sampaoli decidiu que era hora de investir na velocidade do estreante Marinho, deixando-o isolado no comando de ataque ao retirar o outro estreante, Uribe, para a entrada do volante Alisson. O atacante, cedido pelo Grêmio e que entrou na vaga de Sasha, quase ampliou, aos 37, aproveitando rebote da defesa cearense na entrada da área e obrigando Diogo Silva a fazer boa defesa.

Foi o último lance de perigo da partida, cujo resultado decepcionou os torcedores do clube aniversariante e deu mais tranquilidade aos santistas para se concentrarem no compromisso da Copa do Brasil, na quinta-feira, 20h, também ante o Atlético-MG, no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA:

CEARÁ 0 x 1 SANTOS

CEARÁ – Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Pedro Ken (Felipe Silva), Fernando Sobral, Thiago Galhardo e Leandro Carvalho (Mateus Gonçalves); Bergson (Ricardo Bueno). Técnico: Enderson Moreira.

SANTOS – Éverson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Aguilar e Jorge; Jean Lucas, Jean Mota e Carlos Sánchez; Eduardo Sasha (Marinho), Uribe (Alisson) e Copete (Felipe Jonatan). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOL – Eduardo Sasha, aos 6 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Carlos Sánchez (Santos); Luiz Otávio (Ceará).

ÁRBITRO – Ricardo Marques Ribeiro (MG/Fifa).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Castelão, em Fortaleza (CE).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora