Roma arrecada R$ 2,7 milhões para auxiliar no combate ao coronavírus


A Roma iniciou uma campanha de arrecadação de fundos na internet para que seus torcedores (e outras pessoas) possam ajudar os infectados na pandemia do novo coronavírus. E vem obtendo bons resultados: em 11 dias, o clube arrecadou 500 mil euros (cerca de R$ 2,7 milhões), dinheiro que permitirá a compra de equipamentos hospitalares.

Segundo o clube da capital italiana, os recursos permitirão a compra de oito ventiladores pulmonares e oito leitos de terapia intensiva, que serão doados ao hospital do Instituto Lazzaro Spallanzani, também localizado em Roma.

A doação de pessoas de outros países é permitida. Basta acessar este link: https://www.gofundme.com/f/1help-as-roma-tackle-covid19. O clube utilizou as redes sociais para agradecer os doadores e mostrar algumas das mensagens enviadas por eles.

O mundo do esporte demonstrou diversas formas de solidariedade nesta crise mundial da covid-19. Na Itália, a Inter de Milão também iniciou uma campanha de arrecadação, mas para pesquisas sobre o vírus. Na Inglaterra, o Liverpool disponibilizou seus funcionários a ajudarem em supermercados e os rivais de Manchester, City e United, doaram comida para entidades que fornecem alimentos para pessoas pobres. Times brasileiros disponibilizaram seus CTs e estádios para órgãos públicos. Jogadores também fizeram doações pessoais, como Pogba e Lewandowski.

A Itália é o país com maior número de mortos por causa do novo coronavírus, em um total de 5.476 falecimentos e 59.138 casos detectados até este domingo. O sistema de saúde do país opera no limite, com relatos de médicos tendo que escolher entre pacientes com mais chances de sobrevivência para serem internados.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora