Rio Branco traz Kiko para gerenciar futebol

Contratação de profissional para essa função era tratada como prioridade pela nova diretoria, que conduz montagem da A2


O Rio Branco anunciou nesta segunda-feira (28) Cláudio Henrique Albuquerque, o Kiko Albuquerque, como novo gerente de futebol do clube. Ele atuará em uma função próxima ao vice-presidente eleito, Vanderlei Favarelli, na montagem do elenco para o Campeonato Paulista da Série A2. Kiko é conhecido no meio do futebol principalmente pela longa passagem que teve pela Ponte Preta, onde trabalhou por quase 15 anos. [\img]A definição ocorreu de forma ágil depois da nova diretoria não conseguir chegar a um acordo com o mais cotado para o cargo, José Eduardo Ferreira, que recusou o convite no fim da semana passada.

A contratação de um gerente de futebol era tratada como prioridade pela nova diretoria riobranquense, eleita neste mês e responsável pelo planejamento da próxima Série A2, mesmo que ainda não tenha tomado posse. O Tigre buscava um profissional que já tivesse atuado como gestor em outras equipes, podendo auxiliar na busca por reforços e na ligação entre jogadores e diretoria. Com esse perfil, Kiko foi procurado e contratado. Com relação ao elenco, a diretoria mantém a decisão de apresentar os nomes dos quase 20 jogadores acertados apenas na apresentação, no próximo sábado, dia 2.

Kiko Albuquerque, ex-integrante da principal torcida organizada da Ponte Preta, esteve ao lado do agora presidente de honra do clube alvinegro de Campinas, Sérgio Carnielli, durante praticamente todos os seus mandatos, iniciados em 1997. Ele pediu demissão do cargo de gerente administrativo da Macaca em janeiro de 2011, depois de desgaste com a torcida e o recebimento de uma proposta para atuar fora da equipe.

O gestor havia ganhado força quando foi alçado ao posto de gerente de futebol e participou de forma direta da montagem do grupo que chegou à decisão do Campeonato Paulista de 2008, perdendo o título para o Palmeiras, mas depois não conseguiu alcançar o mesmo sucesso. Ele deixou a Ponte Preta, mas seguiu no futebol. Em 2015, começou o ano como vice-presidente do Américo, clube de Américo Brasiliense que disputa o Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora