Rio Branco perde e pode cair na próxima rodada

Tigre leva 3 a 1 no estádio Décio Vitta e depende de milagre para escapar do rebaixamento na Série A3 do Campeonato Paulista


O Rio Branco segue agonizando no Campeonato Paulista da Série A3. Sem esboçar qualquer tipo de reação em sua luta contra o rebaixamento, o Tigre perdeu para o Barretos por 3 a 1, na noite desta quarta-feira (7), no estádio Décio Vitta, em Americana. João Henrique, ainda no começo do jogo, Gabriel Barcos, num golaço do meio-campo, e Alex Flávio, na etapa final, marcaram para os visitantes, que chegaram aos 27 pontos e seguem no G8.

Itallo fez para os donos da casa, mas só depois da equipe já ter levado três gols. Com 11 pontos, o alvinegro continua na zona de rebaixamento, caminhando a passos largos para jogar a quarta divisão estadual pela primeira vez em sua história. Com quatro rodadas pela frente, o Rio Branco só tem chance de escapar da degola se vencer os quatro jogos e ainda contar com uma combinação de resultados. O próximo compromisso é sábado (10), diante do Taboão da Serra, fora de casa.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Rio Brancoperdeu em casa do Barretos, pelo placar de 3 a 1

Mesmo com o técnico William Sander armando a equipe com três zagueiros, toda preocupação defensiva do Rio Branco foi por água abaixo com 11 minutos de jogo. Em cruzamento de Gabriel Barcos, João Henrique apareceu livre no segundo pau e tocou de canela. A bola entrou lentamente no gol. O Tigre até tentou empatar. Rafael Sena era o mais incisivo na frente, mas estava com a pontaria descalibrada em seus chutes de longe.

A melhor chance do alvinegro ocorreu aos 24 minutos, quando Rafael Sena desviou um cruzamento com a cabeça e Pablo, com o gol aberto, chutou para fora. Itallo e Tiago Bernardi chegaram a assustar nas bolas aéreas, mas foi o Barretos quem chegou a mais um gol. E foi um golaço. Em bola recuperada na intermediária, Gabriel Barcos viu o goleiro Netto adiantado e acertou um belo chute do círculo central, ampliando o placar, aos 42 minutos.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Resultado negativo praticamente rebaixa o Tigre

Com o time nervoso e sem criatividade, o presidente riobranquense Valdir Ribeiro, alvo de protestos de alguns torcedores, resolveu deixar o estádio aos 27 minutos do segundo tempo. Ele nem viu o terceiro gol do Barretos, dois minutos depois, em cabeçada de Alex Flávio aproveitando cobrança de escanteio. O Rio Branco fez o seu de honra aos 36, com Itallo, de cabeça, depois de um chuveirinho em direção à área. Mas já era tarde demais.

Ficha técnica

Rio Branco 1×3 Barretos

RIO BRANCO
Netto; Tiago Bernardi, William Carneiro e Marcos Alemão (Adriano Pimenta); Pablo, Gaúcho, Bismarck (Bruno Andrade), Frank e Hugo Figueiredo; Rafael Sena (Juliano Levak) e Itallo. Técnico: William Sander.

BARRETOS
William; Cristian, Alex Flávio, Guilherme e Alex Barros; Ualefi, Luizinho Mello (Felipe Merlo), Jô e João Henrique (Hugo); André Luiz (Zezinho) e Barcos. Técnico: Paulinho McLaren.

GOLS: João Henrique, aos 11’/1T, Gabriel Barcos, aos 42’/1T, e Alex Flávio, aos 29’/2T; Itallo, aos 36’/2T.

CARTÕES AMARELOS: Pablo e William Carneiro (Rio Branco).

PÚBLICO: 545 torcedores (119 menores).

RENDA: R$ 5.655,00.

ÁRBITRO: Paulo Sergio dos Santos.

LOCAL: Estádio Décio Vitta, em Americana (SP).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!