Renato diz que adiou ‘sonho’ de comandar o Flamengo

Um dia depois de encerrar a longa novela sobre seu futuro e assinar a renovação contratual por uma temporada com…


Um dia depois de encerrar a longa novela sobre seu futuro e assinar a renovação contratual por uma temporada com o Grêmio, o técnico Renato Gaúcho explicou nesta sexta-feira os motivos que o levaram a permanecer no clube. O treinador admitiu que recebeu proposta do Flamengo, além de outros clubes, mas negou que tenha ficado insatisfeito com o desenrolar da negociação com os rubro-negros, como parte da imprensa noticiou.

“As propostas vieram, não apenas por parte do Flamengo. Inclusive, queria esclarecer que todo mundo pode falar o que bem entender, muita gente opinou, mas não me aborreci em momento algum com o pessoal do Flamengo. Me senti honrado com esse convite, conversei com a diretoria. Foi uma conversa de alto nível, em momento algum fiquei aborrecido. Pelo contrário, não saiu nada de lá nem de cá”, garantiu em entrevista coletiva.

Se não houve entraves na negociação, Renato teve que explicar por que abriu mão do “sonho” de comandar o Flamengo. O treinador reafirmou o desejo de um dia estar à frente do clube carioca, mas exaltou o caminho construído nos últimos dois anos com o Grêmio e considerou que ainda tem muito a conquistar com o time gaúcho.

“Não foi dessa vez, o sonho continua sim, mas tem muito tempo para ser realizado. Resolvi permanecer no Grêmio pela conversa que tive com o presidente, pelo carinho que tenho da torcida, por dirigir um grupo maravilhoso e vencedor, e porque acredito que tenho muita coisa para conquistar aqui. É dar sequência neste trabalho, novas conquistas virão”, apontou.

Apesar da opção, o treinador exaltou o Flamengo e o colocou como uma das grandes metas da carreira. “Todo mundo sabe do sonho que tenho de dirigir o Flamengo, é o mesmo que tenho de dirigir a seleção. Uma hora vai chegar, não acaba de uma hora para a outra. Mas estou muito feliz aqui.”

Renato ainda deu a entender que ouviu a promessa de reforços na conversa que teve com a diretoria do Grêmio. O treinador revelou inclusive que já indicou alguns nomes que chegarão para serem titulares, “não para compor elenco”, mas preferiu não indicar nem as posições mais carentes.

“Troquei algumas ideias com o presidente e buscamos o melhor para o clube. É inevitável que um ou outro jogador saia no fim do ano, outros chegam. A gente busca o melhor”, apontou. “O segredo das contratações é falar o mínimo possível. Se eu falo que o Grêmio está interessado em um jogador, o preço dele sobe.”

O Grêmio de Renato se despede da temporada 2018 neste domingo, quando enfrenta o Corinthians em casa pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Uma vitória garante o time gaúcho na fase de grupos da Libertadores. Em caso de tropeço, terá que torcer contra o São Paulo, que visita a Chapecoense.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!