PSG bate Liverpool e só depende de si para avançar; Napoli vence e lidera grupo

Chamado "grupo da morte" da Liga dos Campeões da Europa, a chave C segue indefinida para a disputa da última…


Chamado “grupo da morte” da Liga dos Campeões da Europa, a chave C segue indefinida para a disputa da última rodada da fase de grupos. Nesta quarta-feira, o Paris Saint-Germain, com seu elenco milionário que tem astros como Neymar e Mbappé, poderia ser eliminado de forma precoce, mas conseguiu derrotar o Liverpool por 2 a 1, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, e agora só depende das próprias forças para avançar às oitavas de final. Na Itália, o Napoli venceu o Estrela Vermelha por 3 a 1 e é o líder isolado.

Com os resultados desta quinta rodada, o time de Nápoles assumiu sozinho a primeira colocação com nove pontos. O Paris Saint-Germain ultrapassou o Liverpool e agora é o vice-líder com oito, dois a mais que os ingleses. Eliminado na Liga dos Campeões, mas com chances de ir à Liga Europa, o Estrela Vermelha é o lanterna com quatro.

No próximo dia 11, o Liverpool receberá o Napoli e o Paris Saint-Germain jogará na Sérvia contra o Estrela Vermelha. O time francês joga por uma vitória simples para avançar sem depender de ninguém. Se empatar ou perder, precisará torcer para os italianos não serem derrotados na Inglaterra. Um triunfo em casa poderá levar os sérvios à fase eliminatória da Liga Europa em caso de derrota dos ingleses.

Assim, o confronto entre Liverpool e Napoli, no estádio Anfield Road, é mais uma “final” neste grupo. Os italianos se classificam vencendo, empatando ou perdendo por um gol de diferença, desde que balance as redes. Se perder por mais, dependerá de um tropeço do Paris Saint-Germain. Já os ingleses terão de ganhar por dois ou mais gols de vantagem para não ter de ficar secando os franceses.

Em Paris, o Paris Saint-Germain mostrou o futebol que a torcida quer ver. Teve atitude e pressionou o Liverpool desde o início. Tanto que abriu o placar com Bernat, logo aos 13 minutos, e ampliou com Neymar, aproveitando um rebote da defesa do goleiro Alisson em chute à queima-roupa de Cavani, aos 37. O problema é que os ingleses diminuíram ainda antes do intervalo, aos 46, em uma cobrança de pênalti de Milner.

Na segunda etapa, o PSG tratou de cozinhar o jogo. Reforçou a marcação no meio de campo com as entradas de Daniel Alves e Choupo-Moting e passou a explorar os contra-ataques puxados por Neymar. Não conseguiu assustar muito o goleiro titular da seleção brasileira, mas também não passou por qualquer susto na meta defendida pelo veterano italiano Buffon.

Na Itália, o Napoli fez o mesmo que o Paris Saint-Germain e fez o resultado no primeiro tempo. Marek Hamsik, aos 11 minutos, e Dries Mertens, aos 33, colocaram os italianos em boa vantagem, que foi ampliada no início da segunda etapa, aos oito, novamente com o atacante belga. O Estrela Vermelha diminuiu com Ben Nabouhane, aos 12, mas não teve forças para reagir.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!