Presidente do Atlético-MG descarta contratações durante paralisação da temporada


Nas últimas semanas, o Atlético Mineiro fez duas contratações de peso. Acertou com o cobiçado técnico Jorge Sampaoli e anunciou Alexandre Mattos como seu novo diretor de futebol, ambos conhecidos pelas boas contratações. Mas os dois vão ter que esperar para fazer as primeiras aquisições para o elenco atleticano.

Nesta segunda-feira, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, descartou qualquer reforço para o período de paralisação da temporada do futebol nacional. Na sua avaliação, qualquer contratação neste momento de indefinição seria perda de dinheiro para os cofres do clube.

“Neste momento, paralisamos essa possibilidade de contratação. Se eu contrato um jogador agora, a única coisa que vamos fazer é engordar nossa folha de pagamento. Não tem sentido eu contratar um jogador agora, fazendo um desembolso elevado para trazer esse atleta para cá e ainda colocar na folha de pagamento sem jogos. Então você não tem um retorno”, disse Sette Câmara em uma Live no canal do clube no YouTube.

“O Atlético vai ao mercado no momento certo para poder buscar aquelas peças que foram pedidas pelo Sampaoli. Não faz sentido ir atrás dessas peças neste momento, sem definição do que vai acontecer, porque seria contratar jogador apenas para ficar recebendo por dois, três meses”, reforçou o dirigente.

Apesar disso, Sette Câmara deixou claro que Mattos já trabalha em possíveis negociações. A ideia é intensificar estas conversas quando os campeonatos estiverem perto de serem retomados. No momento, contudo, não há qualquer previsão para tanto.

“O Alexandre Mattos está trabalhando para trazer alguns reforços. O momento vai ser próximo do retorno dos campeonatos. A gente acredita que, dentro desse bom senso, que haja uma intertemporada, porque os jogadores estão fora de forma. Vamos ter que ter, no mínimo, duas ou três semanas. Quando enxergarmos uma luz no fim do túnel, nós vamos de uma forma mais agressiva ao mercado para fazer as contratações que foram pedidas pelo Sampaoli”, afirmou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora