Por retomada da confiança, Flu e Cruzeiro abrem mata-mata pela Copa do Brasil


Em um jogo considerado muito importante pelos dois times para retomada da confiança, abalada por resultados ruins acumulados nas últimas partidas que disputaram, Fluminense e Cruzeiro abrem nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, o mata-mata que travarão pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Mandante deste confronto, o time comandado por Fernando Diniz vem de derrota por 1 a 0 para o Botafogo no clássico realizado no sábado e foi superado em três dos seus quatro compromissos anteriores. Primeiro caiu por 1 a 0 diante do Goiás, em casa, e depois por 2 a 1 diante do Santos, na Vila Belmiro, em seus dois primeiros jogos no Brasileirão. Reagiu com uma incrível vitória por 5 a 4 sobre o Grêmio, no Sul, mas voltou a decepcionar a sua torcida ao ser batido pelos botafoguenses.

Do outro lado, o Cruzeiro acumula dois revezes consecutivos. O primeiro deles foi a inesperada derrota por 2 a 1 para o Emelec, do Equador, no Mineirão, pela rodada final da fase de grupos da Copa Libertadores. O resultado ruim impediu que a equipe terminasse este estágio da competição com a melhor campanha no geral, sendo que o clube soube na última segunda-feira à noite que terá pela frente o River Plate, atual campeão continental, nas oitavas de final.

Um dia antes deste sorteio que colocou essa enorme pedreira em seu caminho, os cruzeirenses haviam sido superados pelo Internacional, por 3 a 1, no Beira-Rio, na rodada passada do Brasileirão. Instável na competição, o time comandado por Mano Menezes estreou com derrota para o Flamengo (3 a 1, no Maracanã), se reabilitou com triunfos sobre Ceará (1 a 0) e Goiás (2 a 1), ambos no Mineirão, antes de amargar os dois últimos resultados negativos.

Atual campeão da Copa do Brasil e maior vencedor da história da competição, com seis troféus, o Cruzeiro defende favoritismo por vaga nas quartas de final, mas o Fluminense está confiante na possibilidade de surpreender. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o volante Allan garantiu, inclusive, que o poderio do rival não fará o time tricolor mudar a sua forma atual de jogar.

“Não muda nada a forma de encarar, vamos tratar como qualquer outro adversário, jogando com responsabilidade, com comprometimento com o grupo, independentemente de qual for o adversário. A gente sabe que é um time que tem bons jogadores, temos que ter cuidado, mas vamos jogar nosso futebol, nossa metodologia e não nos preocupar com isso. Vamos ter cuidado sim, mas jogar o futebol que estamos jogando”, ressaltou.

Pelo lado do Cruzeiro, o meia Robinho ressaltou nesta terça-feira a necessidade de o Cruzeiro começar a reagir a partir deste duelo de ida das oitavas de final. “Temos de virar a chave agora, na quarta-feira. Amanhã (quarta) tem de ser um jogo diferente, tem de voltar a jogar bem e vencer”, afirmou o jogador, em entrevista coletiva.

O atleta exaltou também que o time mineiro precisa focar agora apenas este primeiro confronto das oitavas da Copa do Brasil e as próximas partidas que virão pela frente pelo Brasileirão, pois só abrirá o mata-mata com o River Plate no dia 23 de julho, na Argentina, depois da paralisação das principais competições no País por causa da disputa da Copa América em solo brasileiro.

“Se a gente ficar pensando no River, a gente vai estar ferrado. É agora que temos de mudar. Deixamos de fazer algumas coisas nos últimos jogos, que a gente já conversou com o Mano (Menezes), tenho certeza de que vai ser diferente nas próximas partidas. O River é um adversário extremamente difícil, mas vou pensar no River só depois da parada. Neste momento agora o foco total é o Fluminense”, destacou.

Na véspera do duelo no Maracanã, Mano Menezes adotou o mistério ao não revelar sequer os jogadores relacionados para o duelo no Rio. Na última segunda-feira, o lateral-direito Luis Orejuela, o meia Marquinhos Gabriel e o atacante Raniel foram liberados pelo departamento médico e se tornaram novas opções para o treinador. E Marquinhos tem boa chance de ser confirmado na formação titular, enquanto os outros dois devem ficar entre os reservas.

PEDRO FORA – No Fluminense, o atacante Pedro foi confirmado como importante desfalque no início da noite desta terça-feira. Com dores na perna esquerda, ele não conseguiu se recuperar a tempo de uma pancada que levou no clássico com o Botafogo.

Sem Pedro, Diniz tem Kelvin e Ewandro como opções para substituir o titular. O primeiro deles entrou em campo nos minutos finais do clássico com o Botafogo e desponta como favorito a assumir a vaga, enquanto o segundo ainda não estreou. Uma outra alternativa do treinador seria escalar um quarto jogador de meio-campo, mas a tendência é pela utilização de um terceiro atacante, pois a equipe tricolor lutará para conquistar uma boa vitória para abrir vantagem neste mata-mata.

Curiosamente, Fluminense e Cruzeiro voltarão a se enfrentar no sábado, às 18 horas, também no Maracanã, pela quinta rodada do Brasileirão. O duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil será apenas no dia 5 de junho, no Mineirão.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora