Por reforma na Vila, Santos pede para jogar por dois meses no Pacaembu

O Pacaembu deverá ser a casa do Santos por um período de dois meses no começo da temporada 2019. Nesta…


O Pacaembu deverá ser a casa do Santos por um período de dois meses no começo da temporada 2019. Nesta quinta-feira, o clube divulgou um comunicado oficial em que revela ter pedido à Federação Paulista de Futebol (FPF) a transferências dos seus jogos como mandante no Estadual para a capital paulista por um período de 60 dias em função de reformas na Vila Belmiro.

A estreia do Santos no Campeonato Paulista está mantida para o seu estádio, em 19 de janeiro, contra a Ferroviária. Depois disso, então, os planos da diretoria são de fechar a Vila para intensificar as obras no local durante dois meses, o que coincide com toda a primeira fase do Estadual. Assim, o time só voltaria ao estádio na competição se avançasse às quartas de final.

Anteriormente, a FPF havia atendido a outro pedido do Santos e alterado o local de duas partidas do time como mandante, transferindo para o Pacaembu os confrontos com Mirassol e Guarani, em 9 e 18 de fevereiro. E caso a nova solicitação seja aceita, os duelos com São Paulo, Oeste e Novorizontino também serão realizados no estádio da capital paulista.

“O Santos Futebol Clube está solicitando à Federação Paulista de Futebol (FPF) a transferência de seus jogos como mandante para o Pacaembu por período de 60 dias após a estreia contra a Ferroviária, marcada para o dia 19 de janeiro, anunciou o clube em comunicado oficial.

“A solicitação ocorre por conta de haver a necessidade da realização de manutenções de maior porte em determinados setores da Vila Belmiro, como a cobertura dos camarotes e revestimento da marquise, bem como algumas melhorias no entorno do gramado, especialmente atrás do gol da arquibancada do placar”, acrescenta o Santos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!