Perto da 100ª partida, Borja espera viver nova fase no clube

Reforço trazido em fevereiro de 2017 por R$ 33 milhões não atua há cerca de um mês, quando participou do empate em 1 a 1 contra o Novorizontino


Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação
Colombiano tem 99 jogos disputados em pouco mais de dois anos de equipe, porém perdeu espaço no elenco

O atacante Miguel Borja está a uma partida de completar uma marca importante pelo Palmeiras, mas não tem muita expectativa sobre quando isso vai se concretizar. O colombiano tem 99 jogos disputados em pouco mais de dois anos de equipe, porém perdeu espaço no elenco do técnico Luiz Felipe Scolari e não tem sido utilizado nas últimas semanas.

O reforço trazido em fevereiro de 2017 por R$ 33 milhões não atua há cerca de um mês, quando participou do empate em 1 a 1 contra o Novorizontino, em Novo Horizonte (SP), pela rodada de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. Desde então, o jogador ficou no banco de reservas e viu o concorrente direto, Deyverson, ser escalado como titular com regularidade nas partidas recentes da equipe na temporada. O estrangeiro ainda foi alvo de uma pichação.

A próxima oportunidade para Borja será nesta quinta-feira. O Palmeiras vai jogar contra o Melgar, no Peru, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, e pode apostar no atacante. O time depende só de um empate para garantir classificação antecipada às oitavas de final da competição. No primeiro encontro entre as equipes, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, o time brasileiro venceu por 3 a 0.

A Libertadores tem uma importância especial para Borja. O colombiano tem nove gols marcados na história do torneio, maior número entre os integrantes do elenco. O atacante está a apenas três de se igualar ao ex-meia Alex como o maior artilheiro do clube no torneio. Em segundo lugar está Tupãzinho, autor de 11 tentos.

Borja foi campeão da Libertadores em 2016 pelo Atlético Nacional, da Colômbia, e neste ano atuou em duas partidas da competição. Com 33 gols marcados em 99 jogos pelo Palmeiras, o colombiano está entre os 10 estrangeiros que mais marcaram com a camisa alviverde.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora