‘Pela comunidade judaica’, Boca pede mudança de datas das finais da Libertadores

Momentos depois de a Conmebol anunciar as datas e os horários das partidas da decisão da Libertadores, o Boca Juniors…


Momentos depois de a Conmebol anunciar as datas e os horários das partidas da decisão da Libertadores, o Boca Juniors se mostrou contra a opção da entidade. O clube se declarou contrário à realização das partidas contra o River Plate em dois sábados, dias 10 e 24 de novembro, às 16 horas (de Brasília).

O motivo para o posicionamento do Boca Juniors, de acordo com o presidente Daniel Angelici, é a “comunidade judaica”. Afinal, aos sábados, é celebrado o shabat, um dia sagrado para a religião, em que os judeus devem repousar do pôr do sol de sexta-feira ao pôr do sol do sábado, deixando de praticar uma série de atividades.

“O Boca não está de acordo com jogar no sábado. Somos muito respeitosos à comunidade judaica. Temos muitíssimos sócios judeus que vêm acompanhando o Boca”, declarou Angelici à rádio La Red.

Em busca da possível alteração, o dirigente prometeu até conversar com Rodolfo D’Onofrio, presidente do River Plate. “Vou falar com o Rodolfo, não sei porque jogamos no sábado. Se vai ser assim, vou conversar para que seja depois das 21 horas, para que possa vir a coletividade judaica.”

Angelici ainda explicou que o Boca não foi consultado sobre as datas pela Conmebol. “Foi tudo muito rápido. Vou falar com Rodolfo primeiro e se pudermos buscar uma alternativa que agrade todos, muito melhor. Sinto a obrigação de dizer porque já me mandaram muitas mensagens. Sou respeitoso a todas as religiões.”

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!