Parceria prevê divisão igual de valores em vendas de atletas

Leão da 13 ficará com 50% do montante por eventual negociação de atletas que irão disputar o Sub-20


O União Barbarense e a RCA Sports vão dividir de forma igualitária os valores gerados por eventuais vendas de atletas que jogarem pela equipe Sub-20. A RCA, empresa campineira de marketing esportivo, assumiu por três anos a gestão da categoria Sub-20. A assinatura do contrato aconteceu nesta segunda-feira, após entrevista coletiva.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Daniel de Castro, o Gordo, Rômulo Almeida e Ademilson, durante anúncio do acordo

O diretor jurídico do clube, Régis Godoy, disse nunca ter visto uma parceria em que o Leão da 13 tinha direito a 50% do valor das negociações. Segundo ele, o alvinegro sempre recebeu menos da metade. “Isso, do tempo que estou aqui, é inédito”, disse.

A equipe começa a se preparar nesta terça para o Campeonato Paulista Sub-20 da Segunda Divisão. Na estreia, em 3 de agosto, o União faz clássico contra o Rio Branco no estádio Antonio Lins Ribeiro Guimarães.

No torneio, a equipe barbarense terá quatro jogadores que faziam parte do elenco profissional no Paulista Sub-23 Segunda Divisão: o zagueiro Vinicius, os volantes Brandão e Rafhael, e o atacante Felipe.

Segundo Rômulo Almeida, presidente da RCA, o time vai contar com 38 atletas. Os jogadores começaram a chegar ao clube neste domingo.

“Muitos vieram de alguns clubes. Outros vieram da Bahia, de São Paulo. Nós temos vários setores de captação nacionais”, afirmou o gestor.

A equipe tem dois treinadores: Mirabor de Souza, que estava no Visão Celeste-RN, e Ademilson Venâncio, ex-técnico de clubes como Sumaré e Paulínia.

“O nosso objetivo é revelar jogadores, mas também trazer jogadores e buscar recursos para o União Barbarense, para que ele seja sempre forte”, declarou Venâncio, nesta segunda. Mirabor, por outro lado, não participou da coletiva, porque ainda não havia chegado a Santa Bárbara.

Na ocasião, o presidente do União, Daniel de Castro, o Gordo, também comunicou que não haverá mais parceria com a Ponte Preta. O clube campineiro mandaria jogos das categorias de base no Antonio Guimarães, mas a concretização do acordo demorou além do esperado por Gordo. O mandatário decidiu, então, encerrar o assunto.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora