Norueguesa supera Marta e conquista primeira Bola de Ouro do futebol feminino

A revista France Football entregou nesta segunda-feira a primeira edição do prêmio Bola de Ouro para o futebol feminino. A…


A revista France Football entregou nesta segunda-feira a primeira edição do prêmio Bola de Ouro para o futebol feminino. A brasileira Marta era uma das candidatas a ficar com o troféu, mas foi superada pela norueguesa Ada Hegerberg, do Lyon, eleita a melhor do mundo em 2018 pela publicação.

Hegerberg tem 23 anos e viveu uma ótima temporada com a camisa do Lyon. Ela foi uma das principais peças da equipe na conquista da terceira Liga dos Campeões em sequência, desempenho que a garantiu o troféu entregue pela tradicional revista francesa.

Eleita a melhor da temporada 2017/2018 pela Fifa, Marta teve que se contentar com a quarta colocação. A brasileira, que venceu o prêmio da entidade em seis oportunidades, perdeu a chance de garantir o primeiro troféu da France Football para as mulheres após uma temporada não tão brilhante com seu Orlando Pride.

O domínio do Lyon no futebol europeu garantiu mais uma jogadora do clube entre as três primeiras: a alemã Dzsenifer Marozsán, que ficou na terceira colocação. Entre ela e Hegerberg, apareceu a dinamarquesa Pernille Harder campeã alemã e da Copa da Alemanha, além de vice da Liga dos Campeões, com o Wolfsburg.

O Lyon ainda garantiu outras três jogadoras entre as dez melhores: a inglesa Lucy Bronze, sexta colocada, e as francesas Amandine Henry e Wendie Renard, empatadas em sétimo. A australiana Sam Kerr, do Perth, em quinto, e as norte-americanas Megan Rapinoe, do Seattle Reign, em nono, e Lindsay Horan, do Portland Thorns, em décimo, completam as 10 primeiras.

MBAPPÉ – Em outra premiação entregue pela primeira vez nesta segunda-feira, o atacante Kylian Mbappé ficou com o Troféu Kopa da France Football, dado ao melhor jogador com menos de 21 anos do futebol mundial em 2018.

Destaque do Paris Saint-Germain e da seleção francesa, Mbappé foi um dos principais nomes da última Copa do Mundo, quando conquistou o título com apenas 19 anos. Além disso, foi fundamental nas campanhas dos títulos do Campeonato Francês, da Copa da França e da Copa da Liga Francesa pelo PSG.

Para ficar com o troféu, Mbappé também precisou superar um brasileiro, o atacante Rodrygo, que ganhou destaque com a camisa do Santos em 2018 e inclusive já foi negociado com o Real Madrid por 45 milhões de euros (cerca de R$ 193 milhões).

Os outros indicados à primeira edição do prêmio eram: Houssem Aouar (Lyon), Trent Alexander-Arnold (Liverpool), Patrick Cutrone (Milan), Ritsu Doan (Groningen-HOL), Gianluigi Donnarumma (Milan), Amadou Haidara (Red Bull Salzburg-AUT), Justin Kluivert (Roma) e Christian Pulisic (Borussia Dortmund).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!