Messi volta a treinar, sofre lesão e fica fora de viagem do Barcelona aos EUA


O Barcelona informou que Lionel Messi sofreu uma lesão em sua panturrilha direita justamente em seu primeiro treino após as férias. O astro, que voltou a trabalhar no clube nesta segunda-feira depois do tempo de descanso que ganhou após ter defendido a seleção argentina na Copa América, reclamou de um desconforto na perna direita na atividade.

Por causa do problema, o Barça confirmou que o jogador ficará fora da viagem que o time fará nesta segunda aos Estados Unidos, onde a equipe espanhola disputará mais duas partidas de sua pré-temporada. O clube também revelou que exames realizados após o treinamento constataram que ele teve “uma lesão de primeiro grau” na região da panturrilha.

O departamento médico do Barcelona, porém, não indicou um tempo estimado de afastamento do atacante e apenas avisou que a sua evolução no tratamento da lesão determinará quando ele poderá ser liberado para voltar a atuar.

O primeiro jogo do time catalão na temporada 2019/2020 será no próximo dia 16, contra o Athletic Bilbao, fora de casa, pela rodada inicial do Campeonato Espanhol. Antes deste compromisso, a equipe fará dois amistosos contra o Napoli em solo norte-americano: o primeiro será nesta quinta-feira, em Miami, e o segundo no sábado, Michigan.

Messi voltou a treinar depois de ter participado da campanha na qual a Argentina terminou a Copa América na terceira posição. Na competição realizada no Brasil, a equipe nacional foi derrotada pela seleção brasileira nas semifinais e depois superou o Chile para ficar com o último lugar do pódio da competição.

No último domingo, o Barcelona venceu o Arsenal por 2 a 1, no estádio Nou Camp, pela disputa do Troféu Joan Gamper, o tradicional torneio amistoso que o clube espanhol promove anualmente. O triunfo, obtido de virada, foi garantido com um gol nos acréscimos do segundo tempo, marcado pelo atacante uruguaio Luis Suárez, que retornou aos treinamentos na semana passada após as férias.

Sem poder contar com Messi, o técnico Ernesto Valverde convocou 26 jogadores para a excursão aos Estados Unidos: Ter Stegen, Neto, Iñaki Peña, Semedo, Lenglet, Wagué, Umtiti, Jordi Alba, Todibo, Junior Firpo, Piqué, Arturo Vidal, Rakitic, De Jong, Sergi Roberto, Riqi Puig, Sergio Busquets, Arthur, Rafinha, Aleñá, Philippe Coutinho, Luis Suárez, Dembélé, Griezmann, Carles Pérez e Abel Ruiz.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora