Marquinhos admite preocupação especial com Guerrero

Zagueiro disse que qualidade experiente jogador do Internacional exige atenção da equipe para o confronto válido pela última rodada da fase de grupos


A defesa da seleção brasileira terá cuidado especial com o atacante Paolo Guerrero neste sábado, na partida contra o Peru, pela Copa América, na Arena Corinthians. O zagueiro Marquinhos afirmou em entrevista coletiva nesta sexta-feira que a qualidade experiente jogador do Internacional exige atenção da equipe para o confronto válido pela última rodada da fase de grupos do torneio.

Titular da seleção brasileira, Marquinhos relembrou ter convivido com Guerrero em 2012 no Corinthians, ainda quando estava no começo da carreira e antes mesmo de se transferir ao futebol europeu. “É um grande atacante. Estive com ele no Corinthians quando ele chegou. Enfrentei nos treinamentos e também na seleção. É o estilo de atacante que é difícil de defender contra”, disse o zagueiro.

Foto: Lucas Figueiredo / CBF
Marquinhos admite que Brasil se preocupa com a qualidade de Guerrero

Para Marquinhos, Guerrero reúne qualidades como atacante que dificultam muito para os defensores. “Ele é de boa estatura, forte, de boa movimentação sem a bola. A gente terá de fazer o melhor. Será uma boa luta dentro de campo”, afirmou.

O zagueiro e o atacante peruano se enfrentaram uma vez por suas seleções em 2016, pelas Eliminatórias da Copa. Em Lima, o Brasil venceu por 2 a 0. Naquele mesmo ano, porém, um outro confronto entre as equipes foi mais marcante. Pela Copa América Centenário, nos Estados Unidos, a seleção brasileira acabou eliminada ainda na fase de grupos com a derrota para o adversário por 1 a 0. Marquinhos foi reserva naquela partida e disse ter aprendido lições a serem aplicadas no confronto decisivo deste sábado.

“Foi um jogo onde a gente tentou de tudo, ‘martelou’ e levamos um gol de mão. Temos de estar atentos aos detalhes. Eu como jogador defensivo penso que é importante ter solidez defensiva para não tomar gol, para deixar nosso atacante confiante para ter essa criação”, disse Marquinhos, que deve formar mais uma vez a dupla titular da zaga da seleção com Thiago Silva, seu companheiro no Paris Saint-Germain.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora