Jorginho condena atuação da Ponte Preta no 1º tempo: ‘Comprometeu todo o jogo’


O técnico Jorginho revelou após a derrota para o CRB, por 1 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, a insatisfação pelo desempenho da Ponte Preta no primeiro tempo. O duelo, da 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, era direto na luta pelo acesso à elite nacional.

Na visão do treinador, a atuação abaixo do esperado antes do intervalo foi crucial para que a equipe campineira tropeçasse pela segunda vez nos três últimos jogos em Campinas.

“Com certeza, o primeiro tempo comprometeu todo o jogo. Perdemos nos 20 e 30 primeiros minutos. Uma equipe irreconhecível, sem organização na parte tática. Eu falei disso no vestiário. Eu preciso de atitude e não consegui entender o que aconteceu até o intervalo. Eu cobrei deles isso”, lamentou.

“Esse tipo de falta de entrega não é comum. A Ponte é um time de coração, vibrante e que se entrega. Estava muito apática em campo. Houve cobrança forte no vestiário. Eles deram resposta e, por pouco, não conseguimos empatar”, completou.

REAÇÃO – A Ponte Preta mudou de comportamento a partir da volta do intervalo. Com Rafael Longuine acionado, time campineiro dominou as ações ofensivas, pressionou o CRB e transformou o goleiro Vinícius Silvestre no grande herói do jogo, com duas defesas cruciais para evitar o empate.

“Mudei o time, coloquei o Rafael Longuine basicamente no 4-2-3-1. O time melhorou muito, poderíamos ter empatado. Faltou um pouco de capricho e tranquilidade. Ele teve um pouco mais de espaço, é extremamente inteligente, com capacidade enorme de visão de jogo, bom passe e finalização sempre perigosa”, explicou Jorginho.

Com 26 pontos em sétimo lugar, a Ponte Preta volta a campo neste sábado, novamente no Moisés Lucarelli, diante do Sport, ás 19h.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora