Inter encara Alianza no Peru com liderança de grupo da Libertadores na mira


Nada melhor do que garantir a liderança isolada do Grupo A da Copa Libertadores para esquecer o vice-campeonato gaúcho. É atrás disso que o Internacional viajou para o Peru, onde enfrenta o Alianza Lima, nesta quarta-feira, às 21h30, no Estádio Alejandro Villanueva.

Invicto na competição, o Inter tem dez pontos e se vencer garante a liderança da chave do com uma rodada de antecedência. Com apenas um ponto e ocupando a lanterna, o Alianza tem remotas chances de avançar e vai em busca do terceiro lugar da chave para disputar a Copa Sul-Americana.

O jogo desta quarta será especial para o atacante Paolo Guerrero. Isso porque o peruano de 35 anos é um ídolo nacional e vai disputar a primeira partida no seu país defendendo um clube. No desembarque, o jogador foi bastante assediado por imprensa e torcedores.

“Brincamos que deixaremos só ele tirar foto. É um ídolo do país, muitos o esperavam que voltasse a jogar, pelo clube e a seleção. Será uma maneira de vê-lo de perto. Espero que faça um grande jogo”, afirmou o volante Rodrigo Dourado.

Enquanto Guerrero é presença certa no time titular, Dourado é dúvida, pois ainda sente dores no joelho esquerdo. Se ele não tiver condições, Rodrigo Lindoso ganha uma oportunidade. Outra novidade na formação será a presença de Sarrafiore no lugar de William Pottker.

O Alianza vive um momento bastante delicado. São nove jogos sem vitórias – três empates e seis derrotas – e apenas a 11ª colocação do Campeonato Peruano, com 12 pontos em dez rodadas.

Se não bastasse tudo isso, o técnico Miguel Ángel Russo tem uma lista extensa de desfalques. O lateral-direito Salazar e o meia Manzaneda foram vetados pelo departamento médico, enquanto o volante Cartagena cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora