Infantino define junho como prazo para decisão sobre expansão da Copa de 2022

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, estabeleceu junho como prazo limite para a decisão sobre a expansão da Copa do…


O presidente da Fifa, Gianni Infantino, estabeleceu junho como prazo limite para a decisão sobre a expansão da Copa do Mundo de 2022. O dirigente já deixou claro em outras oportunidades que defende a inclusão de 16 times no torneio no Catar, o que o deixaria com 48 seleções, ao invés das 32 atuais.

Havia a expectativa de que isto fosse resolvido na reunião do conselho da Fifa que acontecerá em março, em Miami, mas Infantino admitiu que a decisão só deverá ser tomada em junho. Se a expansão for aprovada, o Mundial deverá ter partidas disputadas em outros países, além do Catar.

“Seria muito difícil organizar a Copa somente no Catar por causa de razões geográficas. E a situação geopolítica é complexa. Nós precisamos decidir até junho deste ano, porque as Eliminatórias começam no outono (do hemisfério norte)”, declarou nesta quarta-feira, em Roma.

O Catar foi eleito em 2010 para sediar a Copa do Mundo com 32 seleções. Por isso, construiu apenas oito estádios. A expansão para 48 times já está planejada para a edição de 2026, quando Estados Unidos, Canadá e México sediarão o torneio.

Infantino quer acelerar a expansão da competição, mas admitiu que pode não haver estrutura suficiente para isso em 2022. “Se for possível, ficarei feliz. Se não for, também estarei feliz. Eu sempre sou otimista”, comentou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!