Imprensa croata pede que Modric seja eleito o melhor da Copa e ironiza Inglaterra

Um dia depois de a Croácia chegar a uma final de Copa do Mundo pela primeira vez na história, os…


Um dia depois de a Croácia chegar a uma final de Copa do Mundo pela primeira vez na história, os veículos de comunicação do país aproveitaram o feito para exaltar a seleção e provocar a Inglaterra. Nesta quarta-feira, a seleção croata venceu a inglesa por 2 a 1, no Estádio Luzhniki, em Moscou, pela semifinal do torneio.

O site Gol endossou campanha do jornal espanhol Marca para que Luka Modric seja eleito o melhor jogador da Copa do Mundo. “A Espanha se curvou: deem a ele a Bola de Ouro e o que for preciso”, diz a manchete. Já o site Index exaltou a motivação passada pelo técnico Zlatko Dalic no intervalo da partida, quando os croatas ainda perdiam por 1 a 0. “Eu falei que eles são melhores e não devemos perder a cabeça”, diz trecho do discurso creditado ao treinador.

Derrotada, a Inglaterra foi alvo de ironias. No site Gol, destacou-se vídeo em que a seleção inglesa tenta dar a saída de bola enquanto os jogadores da Croácia comemoravam o gol de Mario Mandzukic na prorrogação. O jornal Jutarnji List repercutiu em manchete as provocações do lateral Sime Vrsaljko aos ingleses em redes sociais: “Um dos nossos heróis exagerou na euforia? Veja o que ele disse aos oponentes”.

Quem não escapou do sarcasmo foi o ex-árbitro inglês Graham Poll, que, em coluna ao jornal Daily Mail, criticou a seleção da Croácia por fazer muitas faltas durante a partida e sofrer poucas advertências com cartão amarelo. O site Sata 24 lembrou que foi Poll quem deu três cartões amarelos antes de expulsar o croata Josip Simunic, em partida contra a Austrália pela Copa de 2006.

Manifestações de apoio à Croácia por parte de torcedores escoceses, galeses, irlandeses e norte-irlandeses, rivais históricos da Inglaterra, também foram registradas. O site Gol compilou uma série de posts em redes sociais de agradecimentos pela vitória sobre os ingleses e até publicou a foto creditada a um homem no Iraque, que vestia uma camisa da seleção croata e uma bandeira do país para comemorar.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!