Goleiro da Sérvia descarta ‘jogo de vida ou morte’ na estreia contra a Costa Rica

Um dos jogadores mais experientes da seleção da Sérvia e tido como referência no elenco, o goleiro Vladimir Stojkovic tentou…


Um dos jogadores mais experientes da seleção da Sérvia e tido como referência no elenco, o goleiro Vladimir Stojkovic tentou minimizar a pressão por vitória em cima da Costa Rica, adversário de estreia da Copa do Mundo neste domingo, às 9 horas (de Brasília), em Samara.

Vladimir Stojkovic considera que não deve haver tensão se o time sérvio quiser vencer no jogo inicial. É necessário, segundo ele, que a equipe entre com uma postura séria e respeitando o rival costarriquenho, mas ver a partida como de vida ou morte, de modo que ele não considera o empate um resultado ruim.

“A gente não precisa lutar, entrar com tudo, não deve haver pressão para vencer a qualquer custo”, ponderou o jogador do Partizan Belgrado, time de seu país. “É melhor empatar sem gols do que perder acidentalmente. Não devemos perder a cabeça em nenhum momento, mas sim termos o controle das coisas e é nisso que vamos nos apoiar”, acrescentou.

O goleiro elogiou o adversário, que ele considera um duro oponente, assim como o Suíça e o Brasil, os outros rivais do Grupo E do Mundial. “Nós sabemos, claro, o que queremos, mas também sabemos que não há jogos fáceis no Mundial. Costa Rica é um sério oponente. Partidas como essa geralmente são difíceis, mas eu espero o melhor”, disse.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!