Gabriel explica apoio a Abel e comemora o seu ‘gol mais importante’ pelo Flamengo

Suspenso na Copa Libertadores, após ser expulso contra o Peñarol na última quarta-feira, Gabriel começou o clássico deste sábado contra…


Suspenso na Copa Libertadores, após ser expulso contra o Peñarol na última quarta-feira, Gabriel começou o clássico deste sábado contra o Fluminense, pela semifinal do Campeonato Carioca, entre os reservas. Ele entrou no segundo tempo, no lugar de Uribe, para decidir e marcar o gol de empate por 1 a 1, no Maracanã, que confirmou a vaga do rubro-negro na decisão do Estadual.

Na comemoração, Gabriel foi festejar com a torcida e, na sequência, deu um beijo carinhoso na cabeça de Abel Braga, que vinha pressionado pela derrota para o Peñarol, por 1 a 0, no mesmo Maracanã, diante de 66 mil torcedores, e por dar poucas oportunidades a Arrascaeta, contratação mais cara da história do clube.

“Sempre tento na comemoração expressar o que sinto no momento. Fiquei muito feliz. Dos gols que fiz pelo Flamengo, foi o mais importante. Passamos por uma semana conturbada e fomos muito superiores ao Fluminense. Mas no Flamengo é assim. Importante é que a gente perde e eles (torcedores) continuam vindo, nos apoiando. Somos um grupo muito unido. Sempre jogamos por nós, pela família e pelo Abel”, declarou.

Gabriel comentou também sobre o próximo compromisso do clube. O Flamengo enfrenta o San José, da Bolívia, na quinta-feira, às 21 horas, no Maracanã. Com os mesmos seis pontos do Peñarol, o time rubro-negro tenta voltar à liderança do Grupo D da Libertadores.

“Vamos continuar com a mesma moral de sempre. O time é muito bom, mas sempre querem tumultuar. Vínhamos de uma sequência de vitória e perdemos um jogo de Libertadores. Não é normal, pois jogamos no Maracanã, mas acontece. No jogo de quinta o estádio estará lotado e pode ter certeza que vontade e garra nunca irão falta. Talvez tenham demais, mas só acabará quando o juiz apitar”, reforçou o atacante.

Na decisão do Campeonato Carioca, o Flamengo enfrenta o vencedor de Vasco e Bangu, que duelam neste domingo, no Maracanã. Na final, ninguém vai ter vantagem do empate. Em caso de placar igual, a definição do campeão virá nas cobranças de pênaltis.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora