Gabriel Braga tem julgamento adiado e pode jogar no sábado

Atacante pode ser suspenso por até seis jogos, mas está liberado para enfrentar Joseense, fora de casa


O atacante riobranquense Gabriel Braga, que pode ser suspenso por até seis jogos, está liberado para o confronto deste sábado, diante do Joseense. Ele seria julgado pelo TJD-SP (Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo) nesta segunda-feira, por causa de sua expulsão na derrota por 2 a 1 para o Marília, no último dia 20, em Americana. Porém, a pedido do Tigre, os auditores adiaram o veredito para 5 de agosto.

“Ele estava com uma lombalgia, e não seria de bom termo que fosse para o julgamento ontem. E, ao mesmo tempo, nós pensamos na necessidade de utilizá-lo no sábado, que é um jogo decisivo”, disse Éder Duarte, advogado do clube.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Vice-artilheiro do Rio Branco, Gabriel Braga pode jogar neste sábado

Vice-artilheiro do Alvinegro em 2019, com quatro gols, Braga foi titular nesse duelo contra o Marília. O jogador tomou cartão vermelho por ter invadido o gramado aos 22 minutos do segundo tempo, momento em que já tinha sido substituído.

Ele cumpriu suspensão automática na última sexta, quando o Rio Branco voltou a medir forças com o MAC, desta vez fora de casa. Na ocasião, os times empataram em 1 a 1.

O TJD enquadrou Braga em dois artigos do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva): 258-B, que trata de invasão, e 250, que fala sobre “praticar ato desleal ou hostil”. Ambos preveem suspensão de uma a três partidas. As penas se somam. “Vamos tentar desclassificar para um artigo só, para que seja absolvido ou pegue a pena mínima”, afirmou Duarte.

Como ainda não houve julgamento, o atacante pode enfrentar o Joseense neste sábado, às 15 horas, em São José dos Campos. O compromisso é válido pela quinta rodada da segunda fase do Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão.

Em meio à preparação, o time americanense faz jogo-treino com o Velo Clube nesta quarta, às 15 horas, no estádio Décio Vitta.

Nesta terça, dois jogadores que estavam no departamento médico voltaram a treinar sob o comando do técnico Marcos Campangnollo: o volante Kayo, recuperado de uma contratura no tornozelo, e o atacante Lucas Duni, que sofreu uma entorse no jogo passado.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora