Fortaleza supera golaço contra, vê goleiro pegar 2 pênaltis e empata com Atlético


Em jogo marcado por homenagens a Adilson, ex-volante atleticano aposentado por problemas no coração, dois jogadores do Fortaleza roubaram a cena no empate por 2 a 2 contra o time misto do Atlético-MG, no estádio Independência, neste domingo, em Belo Horizonte, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

De cobertura, Juninho fez golaço contra e abriu o placar em favor dos donos da casa ao tentar recuar a bola para o goleiro de muito longe, quase do meio de campo. Por outro lado, o volante empatou a partida no Horto, de pênalti. Já Felipe Alves brilhou ao evitar a vitória atleticana defendendo pênalti de Luan no fim do jogo. O goleiro também fez uma grande sequência de defesas no segundo tempo. O resultado deixa o Atlético no G4: o time tem 20 pontos e ocupa a quarta posição. Já o Fortaleza fica no 14º posto, com 14 pontos.

O jogo começou bastante movimentado em Belo Horizonte. O placar foi inaugurado com apenas seis minutos. Para o azar de Juninho, seu recuo pelo alto para o goleiro acabou encobrindo Felipe Alves, que não pôde evitar o gol contra.

Apesar da vantagem no marcador, a equipe mandante seguiu em cima e logo conseguiu ampliar. Aos 13, Cazares converteu o pênalti confirmado com o auxílio do árbitro de vídeo. Roger Carvalho deslocou Elias na área e Edina Alves Batista apontou a marca da cal. O VAR confirmou a falta e o Atlético-MG aproveitou, em começo de partida complicado para o Fortaleza.

O primeiro tempo seguiu movimentado, com chances para os dois lados. Alerrando desperdiçou pelo time da casa, enquanto Carlinhos chutou por cima em boa oportunidade para o Fortaleza. Nos acréscimos, Vinícius carimbou a trave de Felipe Alves.

Na segunda etapa, os anfitriões permitiram o crescimento do time visitante. Antes, porém, Felipe Alves precisou salvar o Fortaleza, praticando três defesas em sequência em chutes de Lucas Hernández, Alerrandro e Cazares. Geuvânio também perdeu boa chance no começo do segundo tempo.

E quem não faz, toma: aos 19, os laterais comandados por Rogério Ceni brilharam para diminuir a desvantagem na capital mineira. Tinga cruzou com maestria da direita e Carlinhos, no alto de seus 1,68m, testou para fazer 2 a 1.

Sete minutos depois, viria o empate. E o segundo gol do Fortaleza teve fortes emoções. Em mais um pênalti confirmado pelo VAR após toque de mão de Ramón Martínez, Juninho foi para a cobrança e converteu, redimindo-se do golaço contra no primeiro tempo. O volante chorou de felicidade após empatar a partida.

Na casa dos 30 minutos, mais emoção em outro pênalti confirmado pelo VAR. Roger Carvalho empurrou Alerrandro, a arbitragem marcou e o árbitro de vídeo confirmou. O centroavante do Atlético foi para a cobrança, mas Felipe Alves fez grande defesa, voando para espalmar no canto esquerdo.

Como se o jogo já não estivesse dramático, a árbitra determinou que o pênalti fosse cobrado novamente, alegando que o goleiro do Fortaleza se adiantou. Felipe Alves tomou amarelo, mas ignorou os contratempos e voltou a defender a cobrança, desta vez executada por Luan, fraca e rasteira, um pouco à direita do centro do gol.

Nos acréscimos, o meia-atacante do Atlético voltaria a decepcionar. Em grande chance na cara do gol, Luan isolou de esquerda, mandando muito por cima da meta de Felipe Alves. Bom para o goleiro, que saiu consagrado da partida. Já Luan teve de ouvir as vaias da torcida no Horto. Antes do apito final, houve uma confusão entre os torcedores, mas sem grandes consequências.

O próximo compromisso do Atlético-MG é pelo jogo de ida oitavas de final da Copa Sul-Americana. O time mineiro visita o Botafogo, no Engenhão, na quarta-feira, às 21h30. No próximo fim de semana, a equipe de Rodrigo Santana volta a campo pelo Brasileirão. Visita o Goiás, no Serra Dourada, no domingo, às 19h. No mesmo horário, o Fortaleza recebe o Corinthians, no Castelão.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 2 X 2 FORTALEZA

ATLÉTICO-MG – Cleiton; Guga, Igor Rabello, Réver e Lucas Hernandéz; Jair (Ramón Martínez), Elias, Cazares (Chará), Geuvânio (Luan) e Vinícius; Alerrandro. Técnico: Rodrigo Santana.

FORTALEZA – Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Araruna, Juninho e Romarinho (Marlon); André Luis (Gabriel Dias), Wellington Paulista e Kieza. Técnico: Rogério Ceni.

CARTÕES AMARELOS – Lucas Hernández (Atlético-MG); Felipe Alves, Quintero e Wellington Paulista (Fortaleza).

GOLS – Juninho (contra), aos seis, e Cazares, aos 13 minutos do primeiro tempo; Carlinhos, aos 19, e Juninho, aos 26 minutos do segundo.

ÁRBITRO – Edina Alves Batista (Fifa/SP).

RENDA – R$ 292.563,00.

PÚBLICO – 16.043 torcedores.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora