Fora da Argentina desde o Mundial, Agüero entra em lista prévia para Copa América


Fora da seleção argentina desde quando atuou pelo seu país no Mundial de 2018, na Rússia, Sergio Agüero deverá voltar a defender a equipe nacional na Copa América, que será realizada no Brasil entre os dias 14 de junho e 7 de julho. O atacante do Manchester City, que no último final de semana conquistou o bicampeonato inglês, figura em uma lista preliminar de 32 jogadores fornecidos nesta quarta-feira pelo técnico Lionel Scaloni para a disputa do torneio continental.

A convocação foi revelada por uma pessoa vinculada à Associação de Futebol Argentino (AFA) e que pediu para não ter a sua identidade revelada. A entidade ainda não divulgou esta listagem oficialmente, sendo que na próxima semana esse grupo de atletas será reduzido de 32 para 23 nomes.

Agüero ainda não havia sido convocado durante este ciclo de Scaloni à frente da seleção, que começou depois da saída de Jorge Sampaoli. O atual treinador do Santos deixou o comando da equipe nacional após a eliminação argentina diante da França, nas oitavas de final da Copa de 2018, depois de o técnico ter sido alvo de uma suposta rebelião dos jogadores contra ele, cujas decisões tomadas durante a competição desagradaram a muitos atletas e torcedores.

Integrante da “velha guarda” da seleção que jogou e perdeu três finais (do Mundial de 2014 e das edições de 2015 e 2016 da Copa América), Agüero passou a conviver com as críticas, enquanto Lionel Messi optou por não defender mais a Argentina até o final de 2018. O astro do Barcelona só retornou ao time nacional para um amistoso em março passado e, é claro, está nesta lista prévia de convocados por Scaloni.

Agüero viveu uma grande temporada no futebol inglês, marcando 21 gols pelo City, enquanto outros atacantes que vinham sendo considerados pelo técnico da seleção, como Mauro Icardi e Paulo Dybala, caíram muito de rendimento nos últimos meses. O primeiro deles, inclusive, desfalcou a Inter de Milão por um bom tempo após entrar em conflito com o clube durante o processo de renovação do seu contrato.

Icardi e o jogador da Juventus, por sinal, também figuram nesta lista prévia de 32 convocados por Scaloni, que não traz surpresas, pois inclui os jogadores que disputaram amistosos sob o comando do treinador neste período pós-Mundial.

A Argentina integra o Grupo B da Copa América, que também conta com Colômbia, Paraguai e Catar. A estreia será contra os colombianos, no dia 15 de junho, em Salvador. A AFA não divulgou ainda essa pré-lista de convocados para a competição em solo brasileiro, mas publicou um vídeo em suas redes sociais, nesta quarta-feira, no qual Scaloni projetou o torneio.

“Eu creio que o objetivo, tanto meu como da comissão técnica e da seleção, é que estes caras façam uma grande Copa América. Não falo do resultado final, mas sobre o sentimento de todos de que avancemos, que deixemos (como marca) algo muito importante. Esse é o nosso objetivo, que estes caras sigam somando muitos minutos e que o futuro seja ainda mais prometedor do que todos cremos”, disse o comandante.

Confira a lista prévia de convocados da Argentina para a Copa América:

Goleiro – Franco Armani (River Plate), Esteban Andrada (Boca Juniors), Agustín

Marchesín (América-MEX), Juan Musso (Udinese) E Gerónimo Rulli (Real Sociedad).

Defensores – Renzo Saravia (Racing), Gabriel Mercado (Sevilla), Nicolás Otamendi (Manchester City), Germán Pezzella (Fiorentina), Walter Kanemann (Grêmio), Nicolás Tagliafico (Ajax), Marcos Acuña (Sporting), Ramiro Funes Mori (Villarreal) e Juan Foyth (Tottenham).

Meio-campistas – Leandro Paredes e Ángel Di María (PSG), Giovani Lo Celso (Betis), Exequiel Palacios (River Plate), Guido Rodríguez (América-MEX), Roberto Pereyra (Watford), Rodrigo De Paul (Udinese), Matías Zaracho (Racing), Gonzalo Martínez (Atlanta United), Maximiliano Meza (Monterrey) e Iván Marcone (Boca Juniors).

Atacantes – Paulo Dybala (Juventus), Lionel Messi (Barcelona), Sergio Agüero (Manchester City), Lautaro Martínez e Mauro Icardi (Inter de Milão), Ángel Correa (Atlético de Madrid) e Matías Suárez (River Plate).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!