Em jejum de vitórias, Bahia busca deslanchar contra o lanterna Paraná

Sem vencer há cinco jogos no Campeonato Brasileiro, o Bahia tem, na teoria, o adversário perfeito para voltar a triunfar:…


Sem vencer há cinco jogos no Campeonato Brasileiro, o Bahia tem, na teoria, o adversário perfeito para voltar a triunfar: o lanterna Paraná, rival deste sábado, às 21 horas, no Estádio de Pituaçu, em duelo da 29ª rodada da competição.

O time baiano tem 31 pontos, é o 14º colocado e está a apenas um ponto do Ceará, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. Logo, uma vitória no Pituaçu é fundamental para a equipe tricolor se distanciar, mesmo que minimamente, do grupo dos piores colocados.

Apesar da fragilidade do Paraná, virtual rebaixado, que soma 17 pontos, muito distante dos primeiros times fora da zona do descenso, e ainda não venceu fora de casa, o discurso no Bahia é de respeito e cautela antes da partida.

“É um adversário que devemos ter o maior respeito. Acima de tudo tem profissionais lá que vão defender até o último dia, com dignidade, tudo aquilo que eles podem fazer. Então, temos que ter muito respeito, saber que é um adversário capaz de criar muitos problemas para a gente”, disse o técnico Enderson Moreira.

Enderson, que tem tido êxito ao lançar jovens na equipe, como aconteceu com o meia Ramires, deve utilizar outro garoto neste sábado. Como Tiago e Éverson estão machucados e Jackson, suspenso pela expulsão contra o Grêmio, Ignácio, de 21 anos, deve ganhar uma chance na zaga ao lado de Lucas Fonseca.

O treinador do time baiano tem duas dúvidas: as presenças do volante Elton, com um incômodo na coxa, e do centroavante Gilberto, que passou boa parte da semana fazendo tratamento de uma lesão muscular na coxa mas participou do último treinamento e tem chances de atuar. Caso ele não jogue, Edigar Junio, elogiado por Enderson, assume o posto no comando de ataque. Na direita, Nino Paraíba, suspenso, dá lugar a Bruno.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!